Após a derrota por 2 a 0 para o Internacional, o técnico do Goiás mostrou toda sua insatisfação com o árbitro Heber Roberto Lopes. No começo do segundo tempo,  ele anulou um gol legítimo de Gustavo, atacante da equipe esmeraldina, quando a partida estava empatada em 0 a 0.

A súmula da partida foi divulgada no site da CBF, porém, não foi relatado nada do ocorrido no documento.

"O Heber falou que ele vai assumir (o erro) publicamente. Vai dizer que o problema foi ele, que ele errou, mas e aí? Olha a torcida questionando a gente. O duro é isso. Por que ele não ficou na dele e deixou correr a jogada já que nos prejudicou? Deixa correr, ele já tinha mandado ir para o gol. É muito simples falar que vai assumir. Olha aí a torcida querendo bater na gente. Aí tudo bem, ele (árbitro) vai embora para Santa Catarina", disse, ao canal Premiere.

Logo aos três minutos, o Goiás chegou ao gol em jogada bem trabalhada. Bolt lançou Carlinhos, que infiltrou na área com liberdade e, na saída de Danilo Fernandes, só rolou para o meio, onde chegava Gustavo para mandar para as redes. Jogada toda legal, mas, de repente, depois de toda a comemoração, Heber Roberto Lopes acabou anulando o lance.

Por muitos minutos, mesmo com o jogo transcorrendo, as pessoas no Serra Dourada, fossem em campo ou nas arquibancadas, tentavam entender o que o árbitro marcou no gol do time esmeraldino. Nem o quarto árbitro soube informar a causa da anulação do gol.

Com o resultado, o time esmeraldino, que não tem mais aspirações na competição, está na 15ª posição, com 44.