O meia Kaká anunciou nesta quarta-feira que não irá renovar com o Orlando City, time da MLS que defende desde 2014 e que está em penúltimo lugar no Leste.

"Convoquei essa entrevista para dizer que minha situação contratual termina em 31 de dezembro. Ao longo dos últimos meses a gente vem discutindo essa renovação, estou falando com meus principais conselheiros, que são meus familiares, e minha decisão é de não renovação com o Orlando City", comunicou o brasileiro.

No entanto, o atleta de 35 anos descartou se aposentar e deixou seu futuro em aberto - sem falar em um possível retorno ao São Paulo, clube que o revelou. 

"O próximo para mim é esse momento. Só sei que não serei jogador do Orlando City na próxima temporada. É a única certeza que tenho até agora", afirmou.

O veterano admitiu que vem jogando com dores e que passa por problemas físicos, mas evitou falar em pendurar as chuteiras por causa disso.

"A dor não será a base da minha decisão. Todo mundo sente dores, e nós temos que sacrificar nosso corpo por esse esporte. Minha decisão não é baseada em minha condição física e não será também para as minhas decisões no futuro", salientou.