O ex-centroavante Adriano está envolvido em nova polêmica nesta sexta-feira. O Imperador foi capa do jornal "Meia-Hora" onde aparece em foto ao lado do traficante Rogério 157, chefe do tráfico da Rocinha.

A manchete utilizada pela publicação foi “Que Deus perdoe essas pessoas ruins” – frase eternizada por Adriano na comemoração de um gol pelo Flamengo, em 2010. Revoltado, o ex-jogador desabafou em seu Instagram e prometeu processar o jornal.

“Meu Deus do céu… Como é impressionante como vocês tentam me derrubar. Impressionante. Estou aqui dentro da minha casa, há um tempão não saio de casa. Não estou fazendo nada. É impressionante como vocês gostam de falar de mim, é impressionante. Vocês não me deixam em paz. Mas Deus está vendo. Eu sou uma pessoa pública. Tiro foto com quem eu quiser. A vida da pessoa é uma, a minha é outra. Pelo amor de Deus. Impressionante o grau de maldade que vocês têm. Mas isso não vai ficar assim não, chega, já estou cansado. Vou processar todos vocês, podem ter certeza disso, tá bom? Isso pra mim já deu um basta, só isso, mais nada. Mesmo assim eu perdoo vocês, mas dessa vez não vai passar impune não”, disse Adriano sobre a capa do jornal.

Na legenda da foto, o "Meia-Hora" brincou com o apelido do jogador: “O traficante Rogério 157, atual Imperador da Rocinha, posa ao lado de um amigo.” Adriano não atua profissionalmente desde 2014, quando rescindiu com o Atlético-PR.