Emails trocados às vésperas da Olimpíada no Rio mostram que os dirigentes presos na operação Águas Claras, que investigou a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), foram alertados sobre os crimes que vinham cometendo.

Assista a mais vídeos do ESPN.com.br em http://espn.uol.com.br/videos