Preso em 2010 e depois condenado a 22 anos e 3 meses de reclusão pelo assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samúdio e por sequestro e cárcere privado do filho Bruninho, o goleiro Bruno Fernandes voltou ao futebol após praticamente sete anos longe dos gramados.

O atleta de 32 anos contratado pelo Boa Esporte foi titular no empate em 1 a 1 com o Uberaba, neste sábado, no estádio Melão, em Varginha, pelo Módulo 2 do Campeonato Mineiro. Ele ganhou a chance do técnico Julinho Camargo somente 25 dias após ser oficialmente apresentado, acompanhar a fuga de quase todos os patrocinadores do clube e retomar a rotina de treinos.