O motivo de Vanderlei Luxemburgo ter recusado a proposta do Vasco não foi pelas condições de trabalho oferecidas pelos cruzmaltinos. O treinador está com passagens emitidas para voltar à China nesta quarta-feira. Ele vai almoçar com o presidente do antigo time Tianjin Quanjian, Shu Yuhui, e assistir à primeira partida da equipe em casa, no dia 1. O convite foi feito pelo próprio dirigente, há cerca de 15 dias, com todas as formalidades comuns ao país: convite feito por email, em documento timbrado do time, com jantares e hospedagem por conta do cartola.