Gustavo Hofman

Gustavo Hofman

Malcolm Young também fez parte do meu 7 a 1

Gustavo Hofman

Em cada partida na Copa de 2014, bem antes dos times entrarem em campo, uma música era tocada nos estádios. O som dos acordes na guitarra de Malcolm Young ecoava Brasil afora e fazia a adrenalina ser liberada pelos nossos corpos.

Não há canção que me lembre mais o Mundial realizado por aqui do que Thunderstruck. Foi a escolhida pela Fifa para passar o som nas arenas e criava um ambiente sensacional. Em cada um dos sete jogos em que estive na cobertura da Alemanha, ouvi e cantei AC/DC.

Houve um, especificamente, que foi diferente. Em todos os sentidos.

O Mineirão estava lotado naquele 8 de julho de 2014. O clima era de euforia e totalmente favorável à Seleção Brasileira. Nos dias anteriores, eu ressaltara o favoritismo alemão e a preparação do time para enfrentar justamente esse cenário.

Antes da bola rolar, com as arquibancadas ainda enchendo, Thunderstruck tocou como nas 60 partidas anteriores da competição. Quando rolou, às 17h, todos sabem bem o que aconteceu nas duas horas seguintes.

Participei da transmissão ao lado dos companheiros Paulo Andrade, Paulo Calçade, Paulo Vinícius Coelho e Juan Pablo Sorín, além dos repórteres Mendel Bydlowski, André Plihal, José Renato Ambrosio e Flávio Ortega. Finado o 7x1, participei do Bate Bola e já à noite do Linha de Passe até o final.

Quando tudo se encerrou, eu e o PVC, acompanhados pela Aline Saraiva, nossa produtora, recolhemos nossas coisas, fechamos a cabine e saímos andando pelos corredores escuros do Mineirão, completamente vazios. Foi quando os alto falantes internos do estádio, inesperadamente, voltaram a tocar Thunderstruck.

A Copa de 2014 foi a maior experiência que tive na minha carreira como jornalista. O 7x1, por mais desastroso que tenha sido para o Brasil, foi o maior jogo que assisti - talvez o maior da história das Copas.

Para sempre, quando eu me lembrar daqueles 40 dias na cobertura da seleção alemã e pensar em uma música, terei Malcolm Young na memória.