Leonardo Bertozzi

Leonardo Bertozzi

Vale a pena fechar o mercado antes da temporada? Premier League se antecipou - e Europa deve segui-la

Leonardo Bertozzi
Getty Images
Novelas como a de Alexis Sánchez tendem a durar menos
Novelas como a de Alexis Sánchez tendem a durar menos

A partir da temporada 2018/19, a janela de transferências da Premier League se fechará antes da primeira rodada. Os clubes estrearão com seus elencos já definidos, após a mudança aprovada por maioria de votos. 

O tema ganhou força nas últimas semanas, com várias histórias de mercado se sobrepondo ao interesse pelos jogos na imprensa e nas redes sociais. O Liverpool vai segurar Coutinho? E Alexis Sánchez, fica no Arsenal ou vai para o Manchester City? Antonio Conte está insatisfeito com o mercado do Chelsea?

A mudança pode ter seus efeitos colaterais. Com menos tempo para contratar, alguns valores podem ficar ainda mais inflacionados do que já são, pela boa saúde financeira da liga. E como a janela delimita apenas as entradas, os clubes da Premier League ainda correriam o risco de ver jogadores saindo para outras ligas até o dia 31 de agosto.

Este último cenário, porém, pode não se concretizar. A medida inglesa tem sido elogiada por personagens de outros campeonatos e por líderes do futebol europeu. O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, já havia dado um parecer positivo antes mesmo da aprovação.

"Na minha visão, não é bom que os jogadores atuem por um clube no início da liga e depois por outro clube quando a janela fecha", argumentou Ceferin em declaração ao inglês The Times. "Há muita incerteza por muito tempo. Portanto, eu diria que a janela pode estar longa demais, e apoio que ela seja mais curta".

Novo presidente da Associação dos Clubes Europeus (ECA), Andrea Agnelli também é favorável. Sucessor de Karl-Heinz Rummenigge à frente da entidade, o mandatário da Juventus disse em seu discurso de posse que pretende dialogar com a Uefa para "harmonizar" as janelas e chegar a uma uniformidade de regras.

Nesta sexta-feira, foi a vez de técnicos de ponta como Zinedine Zidane, do Real Madrid, e Carlo Ancelotti, do Bayern, se manifestarem pelo encurtamento do período de mercado.

"O mundo do futebol está pensando nisso. Ninguém está feliz com uma janela longa de mercado. A Premier League é a primeira, mas acredito que outras federações vão seguir", avaliou Ancelotti em entrevista coletiva.

"Penso o mesmo que a maioria das pessoas", acrescentou Zidane. "Quando a liga começa, o mercado tem de parar, isso é claro".

Através do Twitter, um dos mais conceituados diretores de futebol da Europa parabenizou a opção dos ingleses. "Uma decisão justa e lógica", postou Ramón 'Monchi' Rodríguez, ex-Sevilla e atualmente na Roma.


Com tantos consensos, parece improvável que a liga mais valiosa do mundo fique sozinha na decisão. É apenas questão de tempo. E você, o que acha da medida?