Gabriela Moreira

Gabriela Moreira

Caso Luiz Otávio: Conmebol envia e-mail para pessoa errada e revolta jogadores

Gabriela Moreira, blogueira do ESPN.com.br
Caso Luiz Otávio: Conmebol envia e-mail para pessoa errada e revolta jogadores

O email com a notificação de que o zagueiro Luiz Otávio não poderia entrar em campo contra o Lanús teria sido enviado a uma pessoa que não é a que recebe comunicações oficiais disciplinares na Chapecoense. Um senhor, que trabalha há anos na entidade, mas que não é o responsável por este tipo de informação. A notícia desabou sobre o time minutos antes do embarque de volta ao Brasil e gerou revolta entre os jogadores. O senhor não teria aberto a mensagem. Ainda não se sabe se ele chegou a receber a comunicação. A Conmebol afirma que enviou para o endereço do funcionário. O clube diz que o email pode ter ido para a "caixa de spam".

O Blog verificou junto à CBF e ao STJD quais são os emails usados para comunicações formais à Chapecoense. São três: um @cbf e dois institucionais @chapecoense, que são acessados pelo presidente, Plínio David de Nes Filho, e outro geral do clube, que é acessado por mais de uma pessoa. Em nenhum desses endereços, chegou a mensagem da Conmebol dizendo que Luiz Otávio ainda tinha de cumprir dois jogos de suspensão e não poderia entrar em campo. 

A comunicação da Conmebol não passa pelo STJD, o órgão nada tem a ver com o rito disciplinar da entidade, mas o fato de o tribunal brasileiro ter estes emails cadastrados, além da CBF, coloca ainda mais dúvidas em toda a confusão. Por que a Conmebol, via CBF e Federação Catarinense, não usou nenhum destes endereços convencionais para fazer a comunicação?

Oddi comenta confusão que pode eliminar Chapecoense da Libertadores: 'Bagunça geral'

Quando a Conmebol foi até o vestiário antes do jogo avisar verbalmente que Luiz Otávio tinha sido condenado a mais dois jogos, a comissão técnica ligou para Chapecó para que os emails citados acima fossem acessados. As caixas de entrada foram checadas e não havia nenhuma comunicação. Diante disso, Vágner Mancini escalou o zagueiro, autor do gol que deu a vitória ao time.

Conmebol descumpriu regulamento

De acordo com o regulamento das competições da Conmebol, que consta no site oficial, as comunicações oficiais disciplinares devem seguir caminhos específicos e claramente determinados pelo artigo 61, número 2. Segundo consta, a entidade deveria ter comunicado ela própria diretamente ao clube, com cópia à federação catarinense. No caso de Luiz Otávio, a comunicação foi feita à CBF, que comunicou à federação e só então a informação chegou à Chape.

Veja o que diz o item "b" do regulamento:

2 - As comunicações que sejam feitas pela Unidade Disciplinaria se realizarão da seguinte forma:
a) Se se tratar de uma associação mesmo, diretamente a ela.
b) Se se tratar de um clube, diretamente ao clube, com cópia à associação de que ele é membro.

Outro ponto de questionamento na condução do departamento de penas da entidade é que as decisões não são publicadas na internet, nem são feitas em sessões abertas. Para ter ciência de qualquer punição, deve-se aguardar emails ou fax. O jurídico da Chapecoense está trabalhando na defesa do clube e tem até segunda-feira para apresentar seus argumentos. 

Caso Héverton faz CBF criar emails institucionais 

O email @cbf, citado acima, foi criado após o rebaixamento da Portuguesa, em 2013, pela escalação irregular do jogador Héverton. Para evitar problemas de comunicações das decisões do STJD, cada clube recebeu um @cbf para que pudesse ser notificado das decisões e de demais comunicações da entidade. Nem todos clubes usam o endereço, mas quem decide não usar deve avisar à CBF e ao STJD o email escolhido.  

Entenda o Caso Luiz Otávio

O zagueiro foi expulso no jogo contra o Nacional, do Uruguai, pela Libertadores, juntamente com Rossi, também da Chape. Ambos cumpriram a suspensão automática no jogo contra o Atlético Nacional, da Colômbia, pela final da Recopa por ser uma competição administrada pela mesma entidade da Libertadores, a Conmebol. 

Mas, segundo a Conmebol, não bastava esta suspensão, pois Luiz Otávio teria sido punido com três jogos no total. Esta informação, segundo o jornal "Lance!" teria sido comunicada à Chape no dia 10 de maio, por email.