Fernando Meligeni

Fernando Meligeni

Chegou a hora de parar

Fernando Meligeni, blogueiro do ESPN.com.br

A frase "Atleta morre duas vezes" é uma das grandes verdades que eu já escutei, li e vivi.

Hoje acordei com a notícia que o Juan Mónaco, ex top 10, e com uma linda história no tênis decidiu se retirar do esporte.

O parar de jogar e exercer uma rotina das mais duras e incríveis que você pode ter é uma mistura de dor, medo, insegurança, alívio e sensação de estar totalmente perdido.

Um atleta vive a vida para o esporte. Um dia isso acaba. De um dia para o outro você não faz mais o que fazia e passa a ser um "ex". O respeito pela sua carreira continua, mas a diferença entre ser um altera um um ex-atleta é gigante. É basicamente como querer pedir emprego desempregado ou te consultarem para você mudar enquanto você está empregado e feliz.

Sou um dos atletas que não posso reclamar. Parei na hora certa, venho tendo uma carreira pós muito legal, continuo no esporte que amo e tendo alguma relevância. Mas será que lá no íntimo isso basta? Podem ter certeza que não. O buraco, a escuridão e as lembranças são grande e devastadoras, só os fortes e os que conseguiram achar caminhos que te tragam alguma adrenalina suportam e voltam a sorrir.

Não acredito em uma fórmula, mas com certeza o parar na hora certa, o ter dado o seu 110% e o ter vivido intensamente o esporte podem ser maneiras mais brandas de conviver com a saudade.

Eu parei há 14 anos e ainda sonho com quadras lotadas, adversários impossíveis, jogadas incríveis, títulos que poderia ter vencido e jogadores que nunca imaginei vencer.

Ser tenista é das melhores coisas que vivi na vida. Ser ex-tenista é das mais tristes que um verdadeiro atleta vai ter que carregar. Por isso, se jogue, aproveite cada jogo, cada treino, cada cidade e cada sensação.

Tenista: o verdadeiro significado de ir atrás dos seus sonhos, lutar pelas suas vontades, passar dos seus limites. Amar a vida e desafiá-la todo dia.