Paulo Cobos

Paulo Cobos

Ceni tem sua parcela, mas não é dele a culpa por São Paulo ter a maior fila e só mais títulos do que Ponte em 9 anos

Paulo Cobos, blogueiro do ESPN.com.br
Ceni cita aproveitamento e se compara com antecessores: 'Bem superior aos que passaram recentemente'

Rogério Ceni começou sua carreira com eliminações precoces nos três torneios que disputou, e o São Paulo tem agora só o Brasileiro para jogar em 2017. Claro que ele cometeu erros, mas sua parcela de culpa é pequena na má fase que transformou o São Paulo no clube da elite do futebol brasileiro, tirando a Ponte Preta, há mais tempo sem ganhar um título e com o menor número de taças em quase dez anos.

A última vez que o São Paulo deu uma volta olímpica foi em 2012, na conquista da Copa Sul-Americana. Entre os 20 atuais times da primeira divisão do Brasileiro, mais o Internacional, só o Avaí está há tanto tempo sem saborear um título.

E o torneio continental foi um ponto fora da curva no que aconteceu depois da conquista do tricampeonato nacional (entre 2006 e 2008), que encerrou uma era de ouro do clube do Morumbi.

Desde 2009, a Sul-Americana foi o único título são-paulino. Menos ou igual a isso na elite do futebol brasileiro só a Ponte Preta, que na verdade nunca ganhou uma taça, mas que ainda disputou finais nos últimos anos, como da própria Sul-Americana e do Paulista deste ano.

Outros grandes acumularam muitas taças na seca do São Paulo: são nove títulos para Corinthians e Inter, oito para Atlético-MG e Santos e seis para o Flamengo.

Enquanto acumulava derrotas, o São Paulo teve três presidentes: Juvenal Juvêncio, que numa "canetada" se perpetuou no poder, Carlos Miguel Aidar, que acabou renunciando depois de uma curta e caótica administração, e agora tenta se reconstruir com Leco. Eles tocaram um clube que sempre está entre os quatro que mais faturam no país e venderam jogadores que geraram centenas de milhões de reais para o cofre do clube.

Fora as muitas interinidades, o São Paulo tem em Rogério Ceni seu 13º treinador desde 2009. A paciência com seus 12 antecessores não foi das maiores, e tantas trocas não deram em nada.

Veja o último título de cada time e a quantidade de taças desde 2009

Corinthians
Último título: 2017
Títulos desde 2009: 9

Inter
Último título: 2016
Títulos desde 2009: 9

Atlético-MG
Último título: 2017
Títulos desde 2009: 8

Santos
Último título: 2016
Títulos desde 2009: 8

Flamengo
Último título: 2017
Títulos desde 2009: 6

Vitória
Último título: 2017
Títulos desde 2009: 6

Cruzeiro
Último título: 2014
Títulos desde 2009: 5

Coritiba
Último título: 2014
Títulos desde 2009: 5

Fluminense
Último título: 2016
Títulos desde 2009: 4

Chapecoense
Último título: 2017
Títulos desde 2009: 4

Sport
Último título: 2014
Títulos desde 2009: 4

Palmeiras
Último título: 2016
Títulos desde 2009: 3

Bahia
Último título: 2015
Títulos desde 2009: 3

Atlético-GO
Último título: 2014
Títulos desde 2009: 3

Vasco
Último título: 2016
Títulos desde 2009: 2

Botafogo
Último título: 2013
Títulos desde 2009: 2

Grêmio
Último título: 2016
Títulos desde 2009: 2

Avaí
Último título: 2012
Títulos desde 2009: 2

Atlético-PR
Último título: 2016
Títulos desde 2009: 2

São Paulo
Último título: 2012
Títulos desde 2009: 1