Fernando Fleury

Fernando Fleury

Sem meio-termo

Gazeta Press
Rodrigo Caio teve uma atitude correta no clássico contra o Corinthians
Rodrigo Caio teve uma atitude correta no clássico contra o Corinthians

Eu realmente não ia escrever sobre o assunto, mas diante do que vi, li e ouvi, não consegui. Me surpreende a repercussão da atitude do Rodrigo Caio. Me surpreende por tantas pessoas demonstrarem surpresa com uma atitude correta. Me parece que a sociedade em que vivemos está com seus valores muito invertidos.

Me surpreende ver jornalistas criticando a atitude do atleta e usando como argumento que ele será perseguido pela torcida. Ora, que torcida? A dita organizada que publica nota de repudio?! Ah, dessa não esperamos nada. O que esperar de alguém que usa a imagem do clube e não paga royalties, que mancha a imagem da instituição, que acha legal o enfrentamento com adversários? Estranho seria se esses aplaudissem!

Mas me surpreende, repito, jornalista que prega ética e moral, dizer que ali, no campo, estão rivais, como se fossem inimigos jurados de morte. Não são!

Quando falamos de ética, moral, e honestidade não se pode ter meio-termo. Não dá para ter dois pesos. Ou se tem ou não tem. Não da para parabenizar uma atitude como a de Rodrigo Caio e em seguida dizer que vale tudo para ganhar.

Não, não vale!

Vivemos um momento de profunda crise ética e moral em nossa sociedade. Ensinar valores para as crianças hoje não tem sido fácil. Assim, atitudes como a do Rodrigo Caio deveriam ser aplaudidas de pé!

Alguns vão dizer: mas se fosse o contrário, os adversários poderiam agir diferente.
Pode ser, mas não se deve agir conforme as pessoas agiriam. Nós tomamos atitudes conforme esperamos que as pessoas ajam conosco!

No mais, talvez esse lance sirva para mostrar o por que de nossa sociedade viver dilemas morais tão contundentes hoje em dia!