Gustavo Hofman

Gustavo Hofman

Kluivert e David Neres brilharam no maior clássico da Holanda

Reprodução ESPN
David Neres fez o primeiro gol com a camisa do Ajax
David Neres fez o primeiro gol com a camisa do Ajax

O maior clássico do futebol holandês é Ajax x Feyenoord. Além de toda rivalidade futebolística natural de dois gigantes do país, há também a rixa existente entre Amsterdã e Roterdã. Neste domingo, voltaram a se encontrar pela Eredivisie, e dois garotos roubaram a cena.

Somadas as idades de Justin Kluivert (17) e David Neres (20), os dois são apenas um ano mais velho que o ídolo do Feyenoord, Dirk Kuyt (36). Na vitória por 2 a 1, que deixou o campeonato totalmente aberto faltando seis rodadas para o término, os garotos tiveram atuações espetaculares e desequilibrantes.

A começar pelo filho da lenda Patrick Kluivert. Justin é rápido e habilidoso, atua pela esquerda e poderia, tranquilamente, jogar ao lado do pai. Infernizou de maneira impressionante o lateral Rick Karsdorp, que foi substituído no intervalo, tamanho o baile que levou. Justin se tornou o mais jovem jogador a atuar no clássico desde Clarence Seedorf, que tinha 17 anos e 38 dias em maio de 1993.

Assista aos melhores momentos da vitória do Ajax sobre o Feyenoord por 2 a 1

Enquanto isso, pela direita, David Neres estreava como titular com muita ousadia. Ia para cima dos adversários como um veterano que há tempos defende o Ajax. Chegou a encarar Steven Berghuis quando este chutou a bola em direção aos torcedores. Diferentemente de Justin KLuivert, o brasileiro entra melhor na grande área, é melhor finalizador, e justamente fazendo a diagonal aproveitou cruzamento para marcar seu primeiro gol pelo time.

O jogo foi totalmente dominado pelos donos da casa, que não perdem na Amsterdan ArenA para o Feyenoord desde 28 de agosto de 2005, quando Salomon Kalou e o próprio Kuyt marcaram na vitória por 2 a 1, com Angelos Charisteas descontando. No retrospecto geral, a invencibilidade do Ajax contra o rival perdura desde 2012.

A Eredivisie caiu muito de qualidade nos últimos anos. Os principais jogadores deixam o país muito cedo e a seleção sofre com uma entresafra que deixou o time fora da última Euro e corre sérios riscos de não ir à Rússia. No entanto, pela filosofia ofensiva dos clubes, ainda é uma competição muito atraente e que favorece o desenvolvimento de futuras estrelas, como parece ser o caso de Justin Kluivert e David Neres.

Dean Mouhtaropoulos/Getty Images
Justin Kluivert honra o sobrenome que carrega
Justin Kluivert honra o sobrenome que carrega