Fernando Meligeni

Fernando Meligeni

Top 10 - As melhores e piores impressões do Rio Open 2017

Fernando Meligeni, blogueiro do ESPN.com.br
Meligeni analisa vitória de Thiem no ATP 500 do Rio de Janeiro: 'A bola dele anda demais'

Escrevo este post voltando de uma semana cheia no Rio de Janeiro.

Durante o Rio Open 2017, tive o prazer de voltar a conviver com jogadores, técnicos, árbitros, jornalistas e, principalmente, com fãs.

Tentando fazer uma reflexão do que foi o torneio, decidi fazer um top 10 com minhas melhores ou piores impressões:

1. Dominic Thiem: incrível o que joga esse menino. Completo, firme, com uma velocidade de bola absurda e com uma adaptação fora do normal. Tem tudo para ser um dos melhores jogadores do mundo por um bom tempo.

2. Torneio: impressionante viver o dia a dia do torneio. Mostra a cada ano que a IMM sabe como poucos fazer um evento de tênis. Torço para que o evento fique no Jockey Club, porque a mistura do tênis e social é fundamental hoje em dia, e lá isso acontece sem esforço algum.

Federer estreiando com vitória e Thiem campeão no Rio; resumo de tênis no SportsCenter

3. Kei Nishikori: sem desmerecer a vitória do Thomaz Bellucci, tenho que dizer que o japonês decepcionou muito. Dentro e fora da quadra deixou a desejar. Na coletiva chegou e disse que só responderia três perguntas. Para uma pessoa que recebeu um caminhão de dinheiro para jogar e com o tamanho que ele virou, fez muito pouco ou nada dentro da quadra e fora dela. Nota 0 pra ele.

4. Brasileiros: infelizmente, não foi uma boa semana para os nossos jogadores. O melhor resultado foi a vitória do Thomaz contra Nishikori, cabeça de chave número 1 do torneio, logo na primeira rodada.

5. Público: era um desafio gigantesco para o torneio. Pela primeira vez teríamos o Rio Open sem um nome como Nadal e no meio do Carnaval. Preocupou ao não ver a quadra lotada na semi, mas na final a quadra estava bem cheia e o astral, muito bom. Ainda temos que evoluir como um país do esporte em todos os sentidos. Escutei muito que faltavam estrelas. Para mim, ter um número 8 e um número 25 do mundo na final é suficiente para ter quadra lotada. Preço caro? Pode até ser, mas acho que nosso país como um todo enlouqueceu nos preços. O tênis é caro, as escolas são caras, jantar é caro, impostos caros, gasolina cara. E o salário ohhhhh...

Monteiro mais solto, Bellucci assumindo favoritismo; Guga analisa 'jogo diferente' do Rio Open

6. Informações: é muito bom ir a torneios e conversar com jogadores, técnicos e árbitros. Muitas informações chegam a você. Entre tantas coisas legais, fiquei sabendo que meu nome foi colocado à mesa por um dos grandes tenistas do momento para ser seu técnico (só de ser lembrado fiquei feliz). Outras que ainda não posso falar, mas nas transmissões falarei com certeza.

7. Circuito: a cada torneio vejo mais profissionalismo e foco. Com isso, vejo a galera com mais gente no seu time e mais bem preparada. Os preparadores físicos e fisioterapeutas estão ganhando cada vez mais espaço no circuito.

8. Decepção: pessoas antes próximas claramente estão deslumbradas. Triste ver que alguns não sabem seu verdadeiro tamanho. Acham que a fama (ou aquilo que acreditam ser a fama) é para sempre. Cada história que tenho vergonha de contar aqui. De chorar.

9. Carinho dos fãs: só posso agradecer. Que semana. Quanto carinho e respeito, quanta gente falando das transmissões e do "Pelas Quadras". Obrigado de coração. A cada passo, uma foto e uma pessoa me abordando e contando uma história legal.

Brasileiras que já foram top 100 recebem homenagens na abertura do Rio Open

10. Futuro do torneio: muita especulação. Vai para a quadra rápida, vai para o complexo olímpico. Uma opinião: deixem o torneio em paz. Deixem os organizadores decidirem o que é melhor. Prefeitura e governo do Rio deveriam apenas apoiar e ajudar o quanto puderem. A decisão de local tem que ser do torneio. É tão difícil fazer um evento legal no nosso país. Eles sabem o que é melhor para o Rio Open.

Valeu, galera.

Esta semana tem Brasil Open. Mais uma bela chance de ver bom tênis ao vivo