Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira

Fla e Flu mais próximos de vencer disputa pelo Maracanã. Governo diz que decisão é da Odebrecht

Mauro Cezar Pereira, blogueiro do ESPN.com.br

Publicado em 12 de dezembro no Diário Oficial do Rio de Janeiro, o edital que define o futuro do Maracanã causa polêmica e discussão. Também gera notas oficiais, como as divulgadas hoje por Flamengo, interessado em participar da gestão do estádio, e Odebrecht, que encabeça o consórcio responsável pelo palco da final da Copa 2014.

Clique aqui e leia a nota do Flamengo

Clique aqui e leia a nota do consórcio

Reprodução
O edital simplesmente não especifica quais as empresas interessadas na compra da concessão
O edital não especifica quais as empresas interessadas na compra da concessão

Ao contrário do que muitos defendiam, que seria a realização de nova licitação, o governo encaminhou a viabilidade da venda da concessão, desejada pela Odebrecht. Pela publicação, entende-se que a comissão criada, formada por integrantes da Casa Civil, irá analisar o cenário e tomar a decisão.

Outra questão reside no fato de o edital não especificar as empresas interessadas em adquirir a concessão. No dia 12 o blog entrou em contato com o Governo do Estado do Rio de Janeiro, que retornou uma semana depois. Abaixo as perguntas e respostas: para o Palácio Guanabara, a decisão será da Maracanã S/A, ou seja, da Odebrecht.

Reprodução
Edital foi publicado no dia 12 de dezembro no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro
Edital foi publicado no dia 12 de dezembro no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro

 

Quem são os interessados na compra? Por ser um bem construído com dinheiro público mais transparência seria fundamental, creio.
A Concessionária Maracanã S.A. comunicou ao governo que está negociando a transferência do controle acionário com dois interessados: a empresa Lagerdère e o grupo formado pelas empresas CSM, GL Events e Station Amsterdam.

A comissão tem prazo de até cinco dias para ser instalada, mas prazo inicial de 10 dias para dar um parecer. O prazo do parecer é o mesmo que as empresas têm para entregar a documentação! Qual o critério?
A comissão foi instalada a partir da apresentação, pela concessionária Maracanã S.A, dos documentos das empresas interessadas.

A comissão tem cinco integrantes, todos da casa civil. E o secretário da Casa Civil indica o presidente. Na pratica, haverá uma decisão da Casa Civil, nada mais, concordam?
Não. A negociação é uma decisão da concessionária Maracanã S.A. O papel da comissão é de analisar se as empresas interessadas, apresentadas pela concessionária, cumprem os requisitos de habilitação previstos no edital de licitação.

Há a possibilidade de o Governo do Estado do Rio de Janeiro decidir o destino do Maracanã entre Natal e Ano Novo?
A decisão é da concessionária Maracanã S.A.

O blog apurou que, hoje, a parceria Flamengo/Fluminense/Amsterdam Arenas/GL Events está mais próxima de vencer essa disputa. O capital social de R$ 78 milhões é um pré-requisito, uma exigência da concessão. A CSM, parceira de Fluminense e Flamengo, o tem, ao contrário de seu concorrente.

Além disso, segundo o edital inicial, que até pode ser mudado pelo governo, o contrato passa a ter eficácia se o concessionário assinar com dois clubes. A Lagardère em tese herdaria apenas o contrato com os tricolores, que valerá por mais 32 anos, enquanto o acordo com os rubro-negros se encerra no dia 31 deste mês.



 

Siga aESPNnas redes sociais