Tempo Real

  • Atlético Mineiro
  • Atlético Paranaense
  • Bahia
  • Botafogo
  • Chapecoense
  • Corinthians
  • Coritiba
  • Criciúma
  • Cruzeiro
  • Figueirense
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Goiás
  • Grêmio
  • Internacional
  • Palmeiras
  • Santos
  • São Paulo
  • Sport
  • Vitória
  • ABC
  • América Mineiro
  • América RN
  • Atlético Goianiense
  • Avaí
  • Boa Esporte
  • Bragantino
  • Ceará
  • Icasa
  • Joinville
  • Luverdense
  • Náutico
  • Oeste
  • Paraná
  • Ponte Preta
  • Portuguesa
  • Sampaio Corrêa
  • Santa Cruz
  • Vasco
  • Vila Nova
  • Arsenal
  • Atlético de Madri
  • Barcelona
  • Bayern de Munique
  • Benfica
  • Borussia Dortmund
  • Chelsea
  • Internazionale
  • Juventus
  • Lazio
  • Liverpool
  • Tottenham
  • Manchester City
  • Manchester United
  • Milan
  • Napoli
  • Porto
  • Paris Saint Germain
  • Real Madrid
  • Roma

Getty
Willian está de saída do Anzhi
Willian está de saída do Anzhi
Como todos que acompanham futebol internacional já sabem, Suleyman Kerimov cortará seus altos investimentos no Anzhi Makhachkala. Isso resultará na saída dos principais jogadores do time, entre eles o meia brasileiro Willian.

Conversei nesta quinta-feira com o ex-jogador de Corinthians e Shakhtar Donetsk, que já não vai para o jogo deste final de semana, contra o Zenit. Disse que ainda não teve propostas oficiais depois da crise do clube russo, mas confirmou uma feita pelo Manchester City há algumas semanas, como informei no post linkado acima. Afirmou, no entanto, que tem como objetivo atuar no Campeonato Inglês e elogiou o Liverpool, clube que deve fazer uma oferta.

Liverpool, Manchester City, Chelsea, Tottenham. Não importa o clube, para onde for Willian - comprado por 35 milhões de euros pelo Anzhi há seis meses - ele certamente causará um impacto positivo muito grande no time. Entrevista completa abaixo.

A primeira pergunta é óbvia e necessária: qual foi a sua reação quando viu notícias sobre o corte de investimentos de Suleyman Kerimov no Anzhi e depois quando teve a confirmação dessas notícias?
Eu fui pego de surpresa. Acabei vendo a notícia na internet, depois quando cheguei no clube ouvi comentários de muitas pessoas, mas claro que foi uma surpresa. Ninguém esperava isso, com certeza eu respeito a decisão de cada um. Ele deve ter os motivos dele para ter feito isso. Procuro ficar tranquilo, seguir o trabalho e não abaixar a cabeça, mesmo com essa situação.

Não havia qualquer indicativo de que isso poderia acontecer?
Não, com certeza não. O projeto do clube era muito grande, trouxe jogadores de qualidade, claro que o clube é novo ainda, tem vários exemplos de clubes novos que começam a trazer jogadores e levam um tempo de adaptação. Leva um tempo para a equipe ganhar entrosamento, como no Shakhtar quando cheguei, como no Manchester City, como no Chelsea. Isso não sei se vai acontecer mais, já que pelo que ficamos sabendo ele vai utilizar mais jogadores russos, não quer investir tanto.

Entre os motivos levantados pela imprensa russa para a decisão de Kerimov, estaria o clima ruim entre os jogadores do Anzhi, citando inclusive a briga entre Igor Denisov e Samuel Eto'o. Era ruim o clima?
Não, era super tranquilo. Clima muito bom, não sei também se houve mesmo essa briga entre o Eto'o e o Denisov. Não vi, não presenciei, então não posso falar. Mas o clima era tranquilo, um grupo tranquilo, os jogadores sempre brincavam, nunca houve qualquer tipo de problema e desde que cheguei sempre fui bem tratado. Não tenho nada a reclamar sobre o clima dentro do grupo.

Como foi a conversa com você? Quem lhe informou que você está liberado para "procurar" um novo clube?
Ninguém na verdade... Não tive nenhuma conversa pessoal com alguém, com diretor, presidente... Ele avisou só que o Anzhi não vai investir mais, que daqui seis meses o time volta para Makhachkala, volta a morar lá, que vão chegar mais jogadores russos e que os jogadores estrangeiros, se tiverem uma oferta, ele vai ajudar.

O próprio Kerimov disse isso aos jogadores?
Isso. Ele avisou a gente. Não querendo dar ninguém de graça, mas deixou bem claro que chegando uma oferta boa, uma oferta que pelo menos chegue perto dos valores que ele comprou os jogadores, com certeza ele iria ajudar, vai ajudar os jogadores a irem embora. Não dando ninguém de graça, não como saiu na imprensa, na internet 'liquidação no Anzhi'. Com certeza se chegar uma oferta boa para eles, vão liberar, se não chegar não vão liberar. É isso.

Há algumas semanas o Manchester City fez uma oferta de 40 milhões de euros ao Anzhi por você, oferta essa que foi recusada. Isso aconteceu antes da crise estourar, antes do Suleyman Kerimov optar por cortar investimentos no clube. Qual é a sua expectativa agora? Acha que até o final desta janela de transferências, ou seja, até o final de agosto você será jogador de um clube inglês provavelmente?
Já vi vários sites, notícias de alguns clubes interessados e minha expectativa com certeza é grande. Não sei o clube, mas a expectativa é de jogar em um grande clube. Como eles prometeram que vão ajudar na minha saída, para qual lugar eu quiser ir, então estou tranquilo. Sei que se chegar alguma coisa vou receber boas notícias.

O "Guardian, jornal inglês de muita credibilidade, informou nos últimos dias que o Liverpool prepara uma oferta de 35 milhões de euros por você. Até agora, depois de tudo que aconteceu, ainda não houve uma proposta oficial?
Por enquanto é só isso mesmo, conversas. Oficial acho que não teve nenhuma. Como você disse, teve a do Manchester City, que acabou recusada e isso já faz um tempo. Agora estou na expectativa, claro, de nos próximos dias receber uma oferta de algum clube, como o Liverpool. Se for mesmo o Liverpool, com certeza é um grande clube. Estou esperançoso e tranquilo esperando o melhor.

Vou insistir no Campeonato Inglês. O Tottenham pode "perder" o Bale por 100 milhões de euros e aí seria mais um clube que entraria na briga por você também. Há o Arsenal, o Chelsea, não vou te perguntar a preferência por um clube desses, mas a Inglaterra é o seu objetivo?
Com certeza. Claro que a Inglaterra é um campeonato que muitos sonham em jogar e eu não sou diferete. Gosto muito do Campeonato Inglês, gosto muito do estilo do futebol inglês, e com certeza se isso acontecer vai ser bom pra mim, pra minha imagem. Vou crescer profissionalmente, estamos a um ano da Copa e com certeza isso vai ser uma vitrine pra mim. Não que indo para lá eu vou ser convocado, mas com certeza vou ter mais chances, aparecer mais. É um objetivo, mas o Campeonato Espanhol é uma liga interessante, que eu gosto muito, o Italiano também é um campeonato que eu gosto. O importante é eu estar feliz.

Você citou a Seleção. Falta um ano e não são tantos compromissos da equipe até lá, mas você acredita mesmo que jogando por um clube dessas grandes ligas suas chances de entrar no grupo aumentam? Até porque o Oscar é o titular na armação, mas ainda não tem um reserva...
A chance pode aumentar dependendo do que eu estiver produzindo. Não adianta nada eu ir para um grande clube se o rendimento não for o mesmo do que apresentei nos últimos anos, na Ucrânia e até mesmo aqui. Tenho que continuar produzindo um bom futebol e crescendo a cada dia, jogando melhor. Se eu estiver no meu melhor, minhas chances vão aumentar.

Lógico que agora, olhando para trás, é fácil comentar, dar uma opinião. Mas bate um certo arrependimento pela decisão de ter saído do Shakhtar e ido para o Anzhi, único clube que bancou a multa rescisória, já que os ucranianos não queriam liberá-lo?
Nenhum. Nenhum arrependimento, estou tranquilo. Se eu vim para cá foi porque eu quis, ninguém me forçou, ninguém me forçou a fazer isso. Não tenho nenhum arrependimento por ter vindo para cá. Todos sabem do histórico de ofertas que teve no Shakhtar, não preciso nem dizer. Todos sabem das ofertas negadas, então eu queria sair de lá e o único clube, como você disse, que se propôs a pagar os 35 milhões de euros foi o Anzhi.

Você joga vídeo game?
Ultimamente não tenho jogado... Faz tempo que não jogo.

Mas já jogou bastante?
Já, já joguei.

Quando você seleciona um time do Campeonato Inglês qual é?
Quando jogava nem era com um time inglês, jogava com o Barcelona ou o Real Madrid.

Então seriam boas opções também, não é?
(risos) Pô! Quem não quer jogar no Barcelona ou no Real Madrid? Grandes opções, mas vamos ver o que vai acontecer nos próximos dias.

Sua expectativa é que o desfecho da sua situação aconteça nos próximos dias, no máximo em uma semana, ou acha que vai se arrastar até o final da janela de transferências em 31 de agosto?
Não sei. Pode acontecer amanhã ou só dia 31. Espero que tudo possa ficar bem. Não quero sair daqui brigado, tenho um respeito muito grande pelo presidente e por todos aqui. A oferta que seja boa para mim e para o clube, seja amanhã ou dseja dia 31, espero que tudo fique tranquilo.

O Anzhi pega o Zenit neste final de semana pela quinta rodada do Campeonato Russo. Você não vai para o jogo?
Isso, não vou para o jogo.

As principais estrelas não vão jogar?
Alguns jogadores não vão jogar. O Boussoufa e o Diarra também não jogam. O Eto'o eu não sei, eu não jogo e não sei se tem mais alguns jogadores, mas claro que outros que vinham jogando sempre não vão atuar nesse jogo.

Foi uma decisão da comissão técnica, da diretoria ou sua?
A decisão de não jogar essa partida foi minha junto à direção. Nós conversamos e achamos melhor, eu particularmente, a minha situação foi essa, achamos melhor não jogar esse jogo. Já prevendo alguma situação mais pra frente, alguma oferta, mas foi isso que combinamos. Não jogar contra o Zenit.

Ou seja, até aqui nenhuma oferta oficial de clubes ingleses depois da crise, mas consultas ao seu empresário já aconteceram? Alguém de Manchester City, Chelsea já conversou com seu empresário pra saber sobre o valor que deverá ser oferecido ao Anzhi?
Sei que já houve algumas conversas, mas não sei sobre os valores, meu empresário não me disse. Disse apenas que teve conversas com alguns clubes.

Quais clubes?
Também não me disse.

Mas são da Inglaterra?
Acho que sim...