Bruno Henrique lamenta saída de Lucas Lima e já projeta novos encontros: 'Dentro das quatro linhas, não existe amigo'

Gazeta Press
GazetaPress
Bruno Henrique e Lucas Lima durante treino do Santos, em novembro
Bruno Henrique e Lucas Lima durante treino do Santos, em novembro
Presente na 14ª edição do Troféu Mesa Redonda, gravado na noite desta terça-feira, na Fundação Cásper Líbero, o atacante Bruno Henrique lamentou o fato de não ter mais convívio com um amigo que fez no Santos. O meia Lucas Lima defenderá o rival Palmeiras a partir da próxima temporada.


“Ele estava afastado nos últimos jogos, pelo planejamento da diretoria. É um rival. Foi um amigo desde a minha chegada ao Santos, quando me ajudou bastante. Mas, dentro das quatro linhas, não existe amigo. Ele defende as cores dele. Eu, as do Santos”, comentou Bruno Henrique.

Ao contrário de Lucas Lima, que já se sentia desgastado no Santos, o atacante que veio do alemão Wolfsburg no início do ano mostra-se bastante à vontade no clube da Vila Belmiro. Agora, de férias, faz um balanço positivo da sua primeira temporada como santista.

“Até fiquei surpreso por chegar da maneira como cheguei. Quando pisei no CT, parecia que eu já tinha três anos de Santos. Isso facilitou bastante no dia a dia com os funcionários, os companheiros e a comissão técnica. Todos foram importantes para mim”, disse, disposto a construir uma carreira longeva no clube praiano. “Tenho contrato até 2020 e pretendo cumprir.”

Para Bruno Henrique, uma das provas de que o seu desempenho está sendo satisfatório no retorno ao futebol brasileiro é a participação no Troféu Mesa Redonda. “É sempre bom ser lembrado, concorrer a prêmios. Fico feliz e agradeço à Gazeta”, concluiu o antigo companheiro de Lucas Lima.

Santos renova com Alison por mais 5 anos