City vira 'na marra' contra vice-lanterna em casa, bate recorde e segue tranquilo na liderança antes de 'final' com United

ESPN.com.br
Veja os gols da emocionante virada do City por 2 a 1 contra o West Ham

O Manchester City tentou, tentou, tentou, e de tanto tentar, furou o ferrolho adversário.

Neste domingo, jogando no estádio Etihad, em Manchester, os azuis chutaram três vezes mais, tiveram quase 80% de posse de bola e conseguiram, "na marra", a virada por 2 a 1 sobre o West Ham, em partida válida pela 15ª rodada da Premier League. Otamendi e David Silva fizeram para os mandantes, enquanto que Ogbonna marcou para os visitantes.

Com a vitória, o City chega a 43 pontos e abre oito de vantagem sobre o grande rival United - as duas equipes fazem a "final" na semana que vem, domingo às 14h30 (de Brasília), claro, com transmissão da ESPN Brasil e do WatchESPN. Assim, chegou ao melhor início de temporada após 15 jogos, com a mesma pontuação alcançada pelo Tottenham, em 1960/61, mas com mais saldo de gols em relação ao time de Londres (36 a 30).

O triunfo também faz a equipe de Etihad bater um recorde: agora, com 23 jogos de invencibilidade, torna-se o time com o maior número de partidas sem perder em todas as competições.

Veja os melhores momentos da vitória do Manchester City sobre o West Ham por 2 a 1 pela Premier League

Além disso, é o quinto time a alcançar 13 vitórias seguidas na história da Premier League, igualando Sunderland e Preston (ambos na temporada 1891/92), Arsenal (2001/02) e Chelsea (2016/17). A última derrota do City aconteceu apenas no dia 5 de abril de 2017, quando caiu para o Chelsea, por 2 a 1.

O primeiro gol do jogo, no entanto, foi do West Ham. Cresswell cruzou da direita com perfeição para o zagueiro italiano Ogbonna cabecear com precisão, sem chances para Éderson.

Feche as pernas, amigão! À la Romário, Gabriel Jesus dá caneta em zagueiro do West Ham

O empate dos Citizens demorou, mas saiu no segundo tempo. Aos 12, Gabriel Jesus, que começara no banco de reservas e entrou no intervalo, cruzou para trás e achou o também defensor Otamendi, que cutucou para o fundo das redes.

O City tentava de todas as formas: chutando de longe, de perto, pelo alto e por baixo, mas o goleiro espanhol Adrián seguia impecável, salvando os visitantes da derrota. Aos 38 minutos da segunda etapa, no entanto, De Bruyne aprontou mais umas das suas e lançou com esmero para David Silva, que se infiltrou bem para se jogar na bola e mandá-la para o fundo do barbante londrino.

Com a derrota, o West Ham, que volta a entrar em campo sábado, 10h30 (de Brasília) contra o Chelsea, em seu estádio, segue estacionado na penúltima colocação do Inglês, com dez pontos.