Antes de eleição, Santos tem explosão de novos sócios com inscrições suspeitas

Diego Garcia e Thiago Cara, do ESPN.com.br
DJALMA VASSÃO/Gazeta Press
Eleições do Santos acontecem no próximo dia 9 de dezembro
Eleições do Santos acontecem no próximo dia 9 de dezembro

A lista de sócios aptos a votarem nas eleições que definirão o próximo presidente do Santos, em dezembro, conta com mais de 2 mil pessoas que se associaram ao clube em um intervalo de apenas 17 dias. O “boom” aconteceu no fim de 2016, justamente às vésperas da data limite para que novos associados tivessem direito a participar do pleito agora em 2017.

O ESPN.com.br teve acesso aos dados completos dos santistas com direito a voto e verificou diversas coincidências que levantam suspeitas sobre o crescimento acelerado no quadro associativo, principalmente, entre 23 de novembro e 9 de dezembro de 2016 – essa última data exatamente um ano antes da eleição, período exigido em estatuto para que um novo associado possa votar.

Somente nesses 17 dias, o Santos ganhou exatos 2.098 novos adeptos, mais que os meses de outubro, setembro, agosto e julho somados. Chama atenção também a concentração de adesões em dias iguais, com 612 pessoas se associando em 29 de novembro ou outras 482 em 6 de dezembro, por exemplo, em marcas que o clube não tinha em uma mesma data desde 2012.

Considerando todo o ano de 2016, a equipe alvinegra ganhou 6.942 sócios. Até outubro, a média mensal de adesões foi de 462 pessoas; já em novembro e apenas nos nove primeiros dias de dezembro, esse número mais do que dobra, subindo para 1.157.

As suspeitas, contudo, vão além dos números e incluem até a participação do empresário Luiz Taveira, um dos mais fortes nos bastidores santistas e braço direito do atual presidente e candidato à reeleição Modesto Roma Júnior. Nos dias 23 e 29 de novembro, por exemplo, quatro parentes próximos se associaram ao clube e, com eles, mais pessoas usando os mesmos endereços.

Com o mesmo logradouro de dois desses parentes próximos, por exemplo, também se associaram mais três pessoas, todas fornecendo ao clube e-mails ligados a Taveira – ou de outro de parente ou de uma de suas empresas, a LTT Soccer. Já com outro parente do empresário, ganharam direito a voto mais duas pessoas que deram o mesmo endereço e também e-mails já utilizados anteriormente.

BB discute sobre Lucas Lima: Celso e Nicola não colocam a mão no fogo; Bertozzi: 'Pode confiar desconfiando?'

As associações do dia 29 de novembro, recorde de novas adesões no Santos nos últimos cinco anos, mesmo dois dias após uma derrota do time no Campeonato Brasileiro, também têm diversas inconsistências. O e-mail, por exemplo, é dado obrigatório para cadastro, mas 55 pessoas se associaram usando “naotem@naotem.com.br”. Outras três com "naotememail@gmail.com", 37 com o domínio "sememail@santosfc.com.br" e sete com "sfcssememail@gmail.com".

Outro ponto são onze pessoas com o mesmo número de telefone, sendo que alegaram morar em quatro municípios diferentes: Itanhaem, São Vicente, Nova Lima e Santos. Outras com o contato de celular idêntico também chamaram a atenção da reportagem.

Nicola atualiza situação de Robinho, que atrai interesse de Santos e Atlético-MG

Vinte e duas delas moram na mesma avenida, na Cidade Náutica, em São Vicente, sendo metade delas distribuídas em duas casas, e o restante em construções bem próximas – a cidade vizinha a Santos, aliás, colocou 151 novos associados nesse dia.

Seis dias antes, em 23 de novembro, o e-mail "naotem@gmail.com" já tinha aparecido em 24 novos cadastros, sendo eles de Osasco, Itanhaém, São Vicente, Santos e até Jardinópolis. Foram mais 12 com o domínio "sememail@santosfc.com.br" e outros três "sfcnaotememail@gmail.com".

No dia 2 de dezembro, 110 novos sócios ingressaram no quadro santista com o e-mail "naotem@naotem.com.br" e mais 120 apareceram como novidades do dia 5 - totalizando, portanto, quase 300 novos associados em uma semana com o mesmo domínio inexistente. 

Elano diz que só saberá de futuro após eleição do Santos e comemora vitória: 'Noite especialíssima'

Ainda no dia 2, dez sócios tinham o mesmo número de telefone, sendo seis deles com o endereço eletrônico "naotem@naotem.com.br". Outros dez distintos possuíam linha telefônica e e-mail idênticos - o mesmo "naotem@naotem.com.br".

Em outro item curioso, 13 novos associados do dia 2 de dezembro citaram o mesmo e-mail, com número de contato de uma pousada na cidade de Santa Cruz do Rio Pardo, no interior de São Paulo. A reportagem procurou o celular cadastrado e foi atendida por um homem de nome “Luciano”. Ele disse que, de fato, todos funcionários do local torcem para o Santos e se associaram no mesmo dia. No entanto, na lista dos novos adeptos, nenhum se chama Luciano.

Outro e-mail que se repete em meio ao “boom” de novos sócios é o de Alexandre Cruz da Cunha, associado ao Santos desde 2012. Ele já foi presidente do grupo chamado Terceira Via Santista – que apoiou Orlando Rollo nas últimas eleições -, mas renunciou e hoje é cabo eleitoral para a reeleição de Modesto. São oito pessoas que se associaram utilizando seu endereço eletrônico, sendo seis apenas nos dias 2 e 5 de dezembro de 2016.

Há ainda casos de sócios que a reportagem confirmou torcerem para Corinthians e São Paulo, algo comum em clubes sociais, caso por exemplo dos arquirrivais santistas, mas não o do Santos, que destaca-se apenas pelo futebol.

Em campeonato de aspirantes, jogador do Santos faz gol do meio de campo no Canindé

Perguntado sobre o crescimento no número de sócios no fim de 2016 e também sobre a entrada de pessoas ligadas a Taveira, o Santos respondeu que “o crescimento do número de sócios do Clube tem ocorrido de forma constante, a partir dos bons resultados em campo e a maior divulgação dos benefícios oferecidos pelo Programa Sócio Rei” e que “o ingresso de sócios, nesse contexto, se dá pelo livre arbítrio da parte interessada, não cabendo ao Clube qualquer medida restritiva de acesso, a não ser as que demandam informações cadastrais.”

A equipe também foi questionada se há alguma determinação para que atletas do Santos se associem ao clube, já que, no dia 29 de novembro de 2016, diversas jogadoras da equipe feminina do clube se tornaram sócias juntas na mesma data. A resposta foi a mesma de que “o ingressos de sócios se dá pelo livre arbítrio da parte interessada.”

Além do atual presidente Modesto, também já anunciaram candidatura para o pleito do próximo dia 9 de dezembro três chapas de oposição: a “O Santos que Queremos”, com Nabil Khaznadar como candidato; “Santástica União”, de Andres Rueda Garcia; e o movimento “Somos Todos Santos”, encabeçado por José Carlos Peres.

Calçade diz que Lucas Lima precisa mudar forma de jogar no Palmeiras: 'Ele tem que entender que ele é um jogador integral'

A polêmica com as listas de sócios com direito a voto não é a primeira nas eleições santistas. Recentemente, a ESPN apontou possível “pedalada fiscal” da atual diretoria no último balanço antes do pleito, que apontou superávit de R$ 79,7 milhões, apesar de o clube possuir diversas dívidas com empresários e atletas que ficam em pelo menos R$ 40 milhões.

Diante das suspeitas, as chapas de oposição estudam entrar na Justiça pedindo explicações ao Santos, em movimento parecido ao que aconteceu no Vasco – que também registrou aumento considerável no número de sócios às vésperas da data limite para novos eleitores. Hoje, o pleito vascaíno tem vencedor indefinido, entre Eurico Miranda e Julio Brant, já que os associados sob suspeita tiveram que votar em urna separada e foram decisivos para o resultado final.