Ex-City e Atlético de Madri é roubado em R$ 7,2 milhões em contas no banco

EFE
Getty Images
Martin Petrov em ação pelo Manchester City, onde atuou de 2007 a 2010
Martin Petrov em ação pelo Manchester City, onde atuou de 2007 a 2010

O búlgaro Martin Petrov, ex-atacante do Atlético Madrid e do Manchester City, assegura que cerca 1,9 milhão de euros (cerca de R$ 7,2 milhões) foram roubados de suas contas em um banco da Bulgária, informou nesta quinta-feira o jornal "Trud".

Segundo o ex-jogador de 38 anos, a responsável por este roubo é uma antiga funcionária do banco.

"Sim, infelizmente é um assunto real. Não posso acreditar que um roubo assim possa ocorrer em um país da União Europeia. Ganhei o meu dinheiro no exterior honestamente e perante os olhares de todo o mundo e o depositei no meu país. E isto é o que aconteceu comigo", disse Petrov ao jornal búlgaro.

O jogador assegura que se deu conta da falta do dinheiro em suas contas quando compareceu à filial do banco UniCredit Bulbank em Sófia em meados de agosto.

Top10 da rodada da Premier League tem milagres de Gomes, jogada de pé em pé do City e golaço de De Bruyne

No local, Petrov foi informado que sua gerente, que cuidava de suas contas, tinha sido demitida meses antes, embora seguisse informando sobre seus depósitos e movimentos financeiros, que finalmente eram informações falsas.

O jogador exigiu informações sobre todas as transações de suas contas e assim estabeleceu que entre 2007 e 2017 foram realizarados mais de 450 envios de dinheiro a terceiras pessoas que não conhece, incluindo ao marido de sua então gerente.

Quase todas as operações foram realizadas em períodos quando ele estava fora do país.

Depois de manter vários encontros com diretores do banco, o jogador finalmente denunciou o roubo na sexta-feira por ser supostamente vítima de grupo criminoso organizado dentro do banco.

Petrov, que jogou 90 partidas para a seleção búlgara entre 1999 e 2011, atuou pelo Atlético Madrid entre 2005 e 2007, e depois jogou até 2010 no Manchester City.

O jogador se aposentou em 2014, quando atuava pelo CSKA Sófia.