Saída de Lucas Lima do Santos pode influenciar negociações no Atlético-MG

Gazeta Press

GettyImages
Lucas Lima  não vestirá mais a camisa do Santos
Lucas Lima não vestirá mais a camisa do Santos

O meia Lucas Lima não vestirá mais a camisa do Santos. O jogador recusou a proposta de renovação contratual e, tudo indica, deve ser mesmo anunciado em breve pelo Palmeiras. A saída pode influenciar no futuro do Atlético-MG.

O Santos ofereceu a Lucas Lima o dobro em seu salário. O jogador ganha atualmente R$ 300 mil e teve a proposta para ganhar R$ 600 mil. O jogador, no entanto, não aceitou e foi afastado, deixando o clube de forma melancólica, com problemas internos e com os torcedores.


Com isso, o presidente do Santos, Modesto Roma, deseja contar com, pelo menos, um jogador de peso para a próxima temporada. A reportagem apurou que Robinho está nesta lista.

Embora não seja aquele camisa 10 clássico, como o Santos pretende ter na próxima temporada, Robinho é desejo do Peixe. Como o jogador fica sem contrato em dezembro de 2017, o camisa 7 já recebeu contatos da agremiação paulista tentando sua volta.

Um dos problemas do retorno de Robinho ao Santos era o salário. O atleta recebe atualmente R$ 800 mil e admitiu reduzir os vencimentos para permanecer em Belo Horizonte. Seu histórico no Peixe, porém, pode abrir novamente as portas, sobretudo diante da possibilidade do Santos ter condições de oferecer valores mais altos para o “rei das pedaladas”.

Após dois anos com a camisa do Galo, Robinho deseja ficar. O jogador disse recentemente em entrevistas que quer ficar em Belo Horizonte e falou que já existem conversas para a sua permanência. No entanto, nada foi confirmado.

O craque teve um ano ruim em 2017, ficando bastante tempo na reserva, mas se recuperou na reta final, com gols no clássico e fazendo a diferença na equipe. Com isso, a diretoria passou a considerar a possibilidade de renovar com o jogador.

Elano diz que renovação de Ricardo Oliveira está bem encaminhada: 'Ele é importante para nós'

Gabigol no radar

Além do Rei das Pedaladas, a diretoria santista também tem o interesse em repatriar Gabigol. Sem espaço no Benfica, o atacante já demonstrou o desejo de retornar ao Peixe. O time de Portugal, por sua vez, está disposto a liberá-lo em janeiro. Resta apenas a Internazionale de Milão topar o empresário do jovem na próxima temporada.

Mesmo negociando com Robinho e Gabigol, o alvinegro só deve fechar algum acordo após o dia 9 de dezembro, quando acontecem as eleições presidenciais do clube.