Avaí vence, embola briga contra a queda e impede Palmeiras de assumir vice-liderança

ESPN.com.br

Assista aos gols da vitória do Avaí sobre o Palmeiras por 2 a 1!

O Avaí pode até seguir em uma situação delicada no Campeonato Brasileiro, mas deu um grande passo no sonho de seguir na elite. A equipe recebeu o Palmeiras na Ressacada e venceu por 2 a 1, nesta segunda-feira, em duelo que fechou a 36ª e antepenúltima rodada. Marquinhos, de pênalti, e Lourenço fizeram os gols dos mandantes. Keno descontou.

Vindo de três derrotas e dois empates nos últimos cinco jogos, o time catarinense encerrou o jejum de vitórias e foi a 39 pontos, igualando-se a Sport e Ponte Preta, mas fica na vice-lanterna devido ao menor número de vitórias (10, 10 e 9). O Vitória, com 40 unidades, é o primeiro time fora do Z-4, enquanto que o Coritiba (43) ainda tem risco de queda. O Atlético-GO (34) é o único matematicamente rebaixamento até o momento.

 


Já os paulistas, que vinham de um triunfo sobre o Flamengo e uma goleada diante do Sport, estacionam nos 60 pontos e estão na terceira colocação, perdendo a oportunidade de assumir a vice-liderança. Isso porque o Grêmio perdeu para o Santos e continuou com 61 unidades.

O placar ainda encerra um jejum do time de Florianópolis, que não vencia o rival havia dez confrontos – eram nove derrotas e um empate. O último e até então único triunfo contra os alviverdes tinha ocorrido em julho de 2010.

Pela próxima e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, o Avaí fará seu último jogo na Ressacada no ano ao receber o Atlético-PR, no domingo, às 17h (de Brasília). Um dia depois, o Palmeiras também fará seu jogo final em casa em 2017. A equipe enfrentará o Botafogo no Allianz Parque, às 20h.

  • Avaí resolve em intervalo de 4 minutos

O primeiro tempo ficou marcado por uma boa chance de gol e uma reclamação de pênalti de cada lado. Aos 16min, Tchê Tchê escapou da marcação, arrematou de fora da área e mandou no travessão. Quatro minutos mais tarde, Maurinho recebeu de Marquinhos na área e parou em boa defesa de Fernando Prass.

Entre um lance de perigo e outro, os donos da casa pediram pênalti quando a bola acertou o braço de Thiago Santos na área, mas o árbitro já havia sinalizado falta em Luan no lance. Mais tarde, Borja pediria a penalidade ao cair em disputa com marcador.


Na volta do intervalo, o time da casa precisou de um intervalo de quatro minutos para encaminhar o triunfo. Aos 12min, Marquinhos converteu cobrança de pênalti, depois de Maurinho receber de Rômulo e ser derrubado por Fernando Prass na área. Aos 16min, Lourenço foi acionado por Maurinho e só tirou do goleiro para ampliar a vantagem.

Os visitantes ainda seguiriam vivos e acertaram a trave com Willian aos 28min. O gol viria no minuto seguinte. Kozlinski espalmou para o meio da área após chute de Dudu, Keno ficou com o rebote e estufou a rede.

Aos 31min, uma nova polêmica surgiria. Lourenço caiu na área em disputa com Michel Bastos, e o árbitro mandou o jogo seguir.

Apesar do gol sofrido, o Avaí conseguiria manter o placar até o fim, reforçando a esperança de seguir na Série A em 2018.

Nos acréscimos, os donos da casa até sofreram certa pressão, mas Kozlinski fez duas boas defesas para manter o 2 a 1 até o apito final.

FICHA TÉCNICA:
AVAÍ 2 X 1 PALMEIRAS 

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SP)
Data: 20 de novembro de 2017, segunda-feira
Horário: 20 horas (Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro – MG (FIFA)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo – MG (FIFA) e Sidmar dos Santos Meurer – MG (CBF)
Cartões amarelos: Fernando Prass e Willian (PALMEIRAS); Simião e Maurício Kozlinski (AVAÍ)
Gols: AVAÍ: Marquinhos, aos 12, e Lourenço, aos 16 minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Keno, aos 29 minutos da etapa final

AVAÍ: Kozlinski; Maicon, Fagner Alemão, Betão e João Paulo; Judson e Pedro Castro; Marquinhos e Maurinho (Simião); Rômulo (Lourenço) e Júnior Dutra (Luanzinho). Técnico: Claudinei Oliveira

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Yerry MIna, Luan e Michel Bastos; Thiago Santos (Willian), Tchê Tchê (Deyverson) e Moisés (Guerra); Keno, Dudu e Borja. Técnico: Alberto Valentim