Presidente da Federação Italiana indica 5 nomes para assumir a seleção; veja lista

Gazeta Press
Veja os melhores momentos de Itália 0 x 0 Suécia

A Itália começa a dar seus primeiros passos na intenção de reconstruir o futebol do país. A escolha de um novo técnico é uma das medidas prioritárias à Federação local, que aposta na contratação de um treinador renomado mundialmente para liderar a retomada da Azzurra, ausente de uma Copa do Mundo após 60 anos.

Gian Piero Ventura frustrou milhões de pessoas que estavam confiantes em uma vitória da Itália sobre a Suécia na repescagem para confirmar a presença do país no Mundial da Rússia. Após perder o primeiro jogo em território sueco por 1 a 0, a Azzurra decidiu a vaga sob o olhar de mais de 70 mil pessoas no estádio Giuseppe Meazza, mas não saiu de um empate sem gols em Milão.

Questionado sobre qual será o treinador que vai assumir o comando da seleção, o presidente da Federação Italiana de Futebol, Carlo Tavecchio, confirmou que os principais concorrentes ao cargo são os técnicos italianos mais prestigiados do momento.

“Estamos à procura do melhor. Do ponto de vista contratual, eles já têm compromissos até junho. Quando chegarmos em junho, quem estará livre? O Ancelotti, Conte, Allegri, Ranieri e Mancini. Essa é a verdade dos técnicos disponíveis”, alertou o dirigente em entrevista ao tabloide inglês The Sun.

Fora de sua possível última Copa, Buffon vai às lagrimas após o jogo: 'Desculpa por termos falhado'

De todos os nomes citados por Tavecchio, o único que se encontra desempregado e livre para assinar qualquer contrato é Carlo Ancelotti, demitido do Bayern de Munique em setembro deste ano. Porém, o desejo do técnico em voltar a trabalhar no futebol inglês, onde se sagrou campeão nacional com o Chelsea em 2009/10, pode ser um fator que pesará contra a seleção italiana.

“Allegri e Mancini? Está esquentando. Conte? Fogo”, afirmou Tavecchia, dando pistas sobre as principais opções da Federação Italiana, no entanto, sem citar Carlo Ancelotti.