Ele valia R$ 100 milhões e foi desejado por gigantes; hoje, está há 633 dias sem marcar e luta contra depressão

ESPN.com.br
Daniel Hambury/PA Images via Getty Image
Saido Berahino lamenta mais um jogo sem marcar pelo Stoke City
Saido Berahino lamenta mais um jogo sem marcar pelo Stoke City

Nesta segunda-feira, o Stoke City fecha a rodada da Premier League em visita ao Brighton & Hove Albion, às 18h (de Brasília), com transmissão ao vivo da ESPN+ e do WatchESPN. Será mais uma chance para o atacante Saido Berahino, antiga estrela do Campeonato Inglês, tentar recuperar seu futebol há muito perdido.

O atacante africano, que fugiu ainda na infância com a família do Burundi para a Inglaterra durante uma guerra civil que custou a vida de seu pai, ganhou as manchetes na Europa durante a temporada 2014/15, quando fez 20 gols em 45 jogos pelo West Bromwich e se tornou um dos nomes mais cobiçados do mercado da bola. Nessa época, inclusive, ele foi convocado pela primeira vez para a seleção inglesa principal, depois de ter atuado pelas equipes de base do English Team

QUE DEFESA! Berahino chuta na cara do gol, e Mignolet faz um milagre para salvar o Liverpool

Na temporada seguinte, foi seguidamente especulado em gigantes do futebol inglês, como Liverpool, Manchester United e Chelsea, além do Tottenham. 

Os Reds, inclusive, chegaram a fazer uma série de propostas, a última delas avaliada em 23,5 milhões de libras (R$ 101,7 milhões, na cotação atual), mas que acabaram rejeitadas pelo West Brom, que queria no mínimo 25 milhões de libras (R$ 107,63 milhões). Os Spurs também tentaram fechar negócio no deadline day, mas não conseguiram.

Logo após o fechamento da janela de transferências, Berahino reclamou publicamente de não ter sido vendido ao Liverpool ou ao Tottenham, naquele que seria o grande salto em sua carreira, e chegou ao limite ao postar no Twitter que não jogaria mais pelo West Bromwich enquanto o presidente Jeremy Pearce estivesse no cargo. Ele acabou multado e afastado do elenco por um período, sendo reintegrado semanas depois.

Mas o fato é que, após esse episódio, o atacante ficou sem clima no Albion, e teve uma temporada 2015/16 terrível, marcando só sete gols em 35 jogos. 

Por isso, o West Brom resolveu vendê-lo assim que possível, e aceitou uma proposta de 12 milhões de libras (R$ 51,6 milhões) do Stoke City, com quem o jogador assinou por cinco anos e meio em janeiro deste ano, com um salário de 70 mil libras (cerca de R$ 302 mil) por semana - padrão de estrela. 

Em sua coletiva de apresentação pelo Stoke, Berahino admitiu que havia "perdido o rumo" no antigo clube, e que agora precisava reencontrar seu futebol na equipe alvirrubra. Só que, pelo jeito, isso será muito mais difícil do que ele esperava.

Até agora, o atleta de 24 anos fez só oito jogos pelo time principal dos Potters, sendo sete pela Premier League e um pela Copa da Liga Inglesa, e ainda não marcou gols - ele até anotou em partidas que fez pelo elenco sub-23 para ganhar mais ritmo de jogo enquanto não consegue emplacar pelo profissional.

Pior ainda: ele não coloca uma bola na rede há exatos 633 dias, desde que anotou o 3º gol do West Brom na vitória por 3 a 2 sobre o Crystal Palace, em 27 de fevereiro. 

Adam Fradgley - AMA/WBA FC via Getty Ima
Berahino comemora seu gol em 27 de fevereiro de 2016, o último que marcou até hoje
Berahino comemora seu gol em 27 de fevereiro de 2016, o último que marcou até hoje

Segundo calculou o jornal The Guardian, nesse período todo ele esteve em campo por 2.159 minutos na seca, mesmo tempo que levaria para ver, com alguma sobra, todos os filmes da série "Indiana Jones", além das trilogias de "O Poderoso Chefão", "Toy Story" e "Star Wars" (episódios IV, V e VI, os três originais). 

Nigel French - EMPICS/Getty Images
Berahino nunca mais foi convocado pela Inglaterra
Berahino nunca mais foi convocado pela Inglaterra

Em entrevistas após ser contratado, o atacante também disse que vinha se sentindo "deprimido" após os problemas que viveu no West Brom, e que vinha "sofrendo para voltar a ficar focado" na carreira. 

Após pouco mais de 10 meses no Stoke City, porém, a situação não parece ter mudado muito, já que, além de seu enorme jejum de gols, ele não está nas graças do técnico Mark Hughes, que lhe colocou em campo depois dos 35 do 2º tempo nas últimas três partidas dos Potters

Berahino bate de fora da área, e Cech fica com a bola

Desde todas as polêmicas, Berahino também nunca mais foi convocado pela seleção inglesa. Recentemente, ele foi convidado para defender Burundi, seu país natal, já que, segundo as regras da Fifa, ainda pode optar por jogar pela nação africana. O atleta, porém, não chegou a tomar uma decisão sobre isso.