Bruxos e xamãs fazem rituais para garantir seleção peruana na Copa de 2018

Agência EFE

EFE
Até uma cobra foi utilizada no ritual
Até uma cobra foi utilizada no ritual

Bruxos e xamãs se reuniram nesta terça-feira nos arredores do Estádio Nacional de Lima para fazer rituais que, segundo eles, garantirão a classificação da seleção do Peru para a Copa do Mundo de 2018.

Um dia antes da partida contra a Nova Zelândia que definirá quem vai ao Mundial da Rússia, um grupo de xamãs utilizou itens exóticos, como incensos, flores, folhas de coca, cigarros e até uma grande cobra para fazer seus rituais perto do palco do duelo.


O xamã Cleofé Jorge Sedano disse à Agência Efe que veio especialmente da região da Amazônia peruana para realizar um "grande ritual para a vitória da seleção".

"Viemos do litoral, da serra e da selva para dar uma força espiritual ao elenco peruano, que amanhã conseguirá um grande triunfo", disse o xamã, confiante no retorno da seleção do país à Copa do Mundo depois de 36 anos.

"Meus rituais buscam neutralizar a equipe da Nova Zelândia", afirmou Sedano.

Os bruxos e xamãs também "abençoaram" fotos dos jogadores Jefferson Farfán e Christian Cueva, do São Paulo, e previram que eles marcarão gols contra a Nova Zelândia na quarta.

Peruanos tomam as ruas de Lima e fazem festa após empate com Nova Zelândia na repescagem; assista!

"Nós estaremos na Copa", declarou Sedano.

No entanto, a presença dos xamãs na parte externa do Estádio Nacional de Lima não agradou a alguns torcedores, que os acusaram de ser "charlatões".

Veja os melhores momentos do empate por 0 a 0 entre Nova Zelândia e Peru pela Repescagem para a Copa do Mundo

As duas seleções encerraram nesta terça a preparação para a partida de volta da repescagem que definirá o classificado para a Copa do Mundo de 2018. O jogo de ida, disputado em Wellington, terminou em um empate sem gols.