Rei Netuno, 'banho de alimentos' e corte de cabelo: Martine Grael é batizada em regata de volta ao mundo

espnW.com.br
Na disputa da Volta ao Mundo, campeã olímpica Martine Grael conta experiência nos 20 dias longe de casa

A disputa da segunda etapa da Volvo Ocean Race - maior competição de vela oceânica do mundo - ganhou um capítulo mais do que especial nessa segunda-feira: um ritual tradicional que acontece sempre que atletas estreantes passam pela Linha do Equador. E foi o que chamou a atenção no barco do team AkzoNobel, da brasileira Martine Grael, que disputa a Volta ao Mundo pela primeira vez.

A tradição é: quando o barco cruza a faixa imaginária que divide os hemisférios Norte e Sul, o comandante ou o velejador mais experiente a bordo se veste de Netuno, o Deus dos Mares, e aplica um castigo nos novatos. Muitas das vezes, os homens têm seus cabelos raspados. É jogado, também, um líquido de visual e cheiro nada agradável em todos os marinheiros e marinheiras de primeira viagem.

Martine Grael, ao lado dos companheiros Brad Farrand e Emily Nagel, levou um banho de uma mistura de alimentos e teve um pedaço do seu cabelo cortado. Farrand também recebeu um jato de spray e ficou com as madeixas vermelhas. Batismo feito, e o trio se transformou de "Pollywogs" em "Shellbacks".

Assista à farra no vídeo:

Campeã olímpico na vela nos Jogos Olímpicos do Rio-2016, Martine é a primeira mulher brasileira a disputar a Volvo Ocean Race. Essa é a 13ª edição da regata. A prova começou em Alicante, Espanha, e será concluída em Haia, Holanda. Sete embarcações percorrem 10 etapas, ligando 11 portos de escala, num percurso de 83 mil quilômetros.