Mancha diz que foi chamada por presidente do Palmeiras para ser ouvida sobre Felipe Melo e Cuca

ESPN.com.br
Boletim de ocorrência de Galiotte, vítimas de pedrada em ônibus e mais: Edu de Meneses traz informações do Palmeiras

A Mancha Alvi Verde, principal organizada do Palmeiras, voltou a se manifestar através de nota oficial nesta terça-feira atacando o presidente do clube, Maurício Galiotte – que, na segunda, anunciou rompimento com as torcidas depois dos protestos realizados no último domingo.

A Mancha, que já havia reagido ao posicionamento de Galiotte com um vídeo gravado por seu presidente de honra, Paulo Serdan, agora divulgou comunicado com mais ataque ao dirigente. A torcida afirma, inclusive, que foi convidada pelo presidente para ser ouvida sobre Felipe Melo e Cuca.

 

A nota da organizada cita o trecho do comunicado de Galiotte em que se lê “Como Presidente do Palmeiras reforço que, enquanto eu ocupar este cargo, não haverá qualquer tipo de diálogo autorizado pela Diretoria entre integrantes de torcidas organizadas e jogadores do clube” e complementa:

“Ou seja, dando a entender que nunca deixou esse tipo de diálogo acontecer e reforça isso após o ocorrido no protesto. Mas quem foi que abriu as portas do clube para falarmos com os jogadores no começo do ano? Quem nos chamou para conversarmos para ouvir a nossa opinião sobre o caso Cuca x Felipe Melo, pois você não sabia o que ia fazer? Quem chamou o nosso presidente de honra por muitas vezes para conversar no clube, uma delas recentemente, após a derrota para o Vitória?”

Juca critica diretoria do Palmeiras por não impedir ataque a ônibus do time: 'Essa direção é uma terra de ninguém'

O primeiro caso citado pela Mancha aconteceu ainda no Campeonato Paulista, após a derrota por 3 a 0 no primeiro jogo das quartas de final contra a Ponte Preta. Na ocasião, a torcida compareceu ao CT do Palmeiras para prestar apoio aos atletas, e alguns líderes tiveram acesso para conversar com jogadores.

O suposto encontro para tratar sobre o problema entre Felipe Melo e Cuca, quando o jogador foi afastado pelo técnico, contudo, é novidade. Na época, a torcida organizada havia se manifestado também em nota sobre o assunto, posicionando-se ao lado do meio-campista.

 

Calçade analisa o Palmeiras e torcida que entregou lista de dispensa: 'Acham que eles tem a saída para o clube'

“O Felipe Melo para nós é o torcedor em campo. É a nossa alma. Tem sido titular nos jogos importantes, tem grande qualidade técnica, sem falar na experiência e liderança. A torcida do Palmeiras exige que o técnico venha a público explicar o porquê da decisão, em um momento tão delicado de nossa trajetória”, escreveu na ocasião.