Marcelo Melo estreia com vitória no Finals e termina ano como nº 1 nas duplas

Gazeta Press e Agência EFE

Getty
Marcelo Melo e Lukasz Kubot receberam um troféu por terminarem o ano como dupla nº 1
Marcelo Melo e Lukasz Kubot receberam um troféu por terminarem o ano como dupla nº 1

Marcelo Melo se despede de 2017 como o melhor tenista de duplas do mundo. Nesta segunda-feira, o brasileiro formou parceria com o polonês Lukasz Kubot e venceu o espanhol Marcel Granollers e o croata Ivan Dodig por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-2) e 6/4.

Melo e Kubot receberam um troféu como homenagem aos jogadores que formam a parceria número 1 do mundo. O polonês Kubot é o atual segundo colocado do ranking da ATP. Em 2015, o brasileiro também finalizou a temporada em primeiro lugar.


Com o resultado, Melo e Kubot abrem quase 1400 pontos para o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers, únicos que poderiam alcançá-los e que só podem marcar 1300 no torneio, que reúne as oito melhores duplas da temporada.

“Estou realmente muito feliz por ter conquistado a vitória e garantido o ano como número 1 do mundo, tanto no individual como no time. Não teria como ser melhor. Fizemos de tudo, a temporada inteira, para poder chegar a isso. Foi um ano muito especial, com a conquista do título em Wimbledon e, agora, terminar como 1 nos dois rankings”, declarou Melo.

Com o resultado favorável na estreia do Finals, Melo e Kubot assumiram a liderança do grupo A, que ainda conta com os irmãos Bryan e a dupla do brasileiro Bruno Soares com o britânico Jamie Murray. O Finals reúne as oito melhores duplas do ano na Arena O2, na cidade inglesa de Londres.

Longe das quadras, Djokovic se diverte em programa inglês e dá show de pontaria

Mais cedo, Bruno Soares e Jamie Murray perderam para Bob e Mike Bryan por 2 sets a 1, com 7-5, 6-7 (3) e 10-8. 

Monteiro vira

Thiago Monteiro estreou, nesta segunda-feira, no Challenger de Santiago, no Chile, com o pé direito. O brasileiro derrotou o espanhol Javier Marti, 254º do mundo, por 2 sets a 1, com parciais de 5/7, 6/4 e 6/3 em 2h25 de partida. O cearense volta a jogar do saibro depois de disputar sete torneios em quadras rápidas na Ásia.

Nesta segunda-feira, o ranking da ATP foi atualizado e Monteiro subiu quatro posições, ocupando agora a 129ª posição e não defende mais pontos até o final do ano. Para a próxima fase, Monteiro espera o vencedor do confronto entre João Souza, o Feijão, e o espanhol Roberto Carballes Baena.

Monteiro começou a partida sofrendo a quebra, logo no terceiro game. No entanto, o cearense reagiu de imediato e não deixou o adversário confirmar a quebra, empatando a partida. No oitavo game foi a vez do brasileiro quebrar e não confirmar, deixando mais uma vez tudo igual em 5 a 5. Logo na sequência, o espanhol voltou a quebrar o serviço adversário e sacou para o set, fechando a parcial 46 minutos.

No início do segundo set, Marti chegou à quebra mais uma vez no terceiro game, e novamente, não confirmou a vantagem. No décimo game, Monteiro quebrou o serviço adversário para vencer a parcial e deixar tudo igual em Londres.

No terceiro e último set, o brasileiro salvou seis break points em três games de serviço distintos e a quebra decisiva de saque veio no oitavo game. Monteiro definiu a partida em seu saque, fechando a parcial em 55 minutos.

Sorgi elimina favorito

O brasileiro João Pedro Sorgi também estreou no Chile, nesta segunda-feira, e surpreendeu ao eliminar o cabeça de chave número 7. O paulista não só venceu, como não enfrentou muitas dificuldades para superar o húngaro Attila Balazs, 167º do ranking, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2, em 1h02 de partida.

O também paulista Pedro Sakamoto não teve um dia tão bom. Não conseguiu manter o embalo após de ter vencido dois jogos no qualificatório e caiu ainda na estreia da chave principal, sendo derrotado em sets diretos, por 6/1 e 6/2 para o argentino Juan Ignácio Londero.