Recordes, encenação e 'herói' que jogou horas após morte do filho: veja o resumo da semana 10 da NFL

ESPN.com.br

Já passamos dos dígitos simples no número de semanas da NFL. E a 10ª rodada da liga de futebol americano teve momentos históricos, emocionantes e curiosos.

Apaixonado por música, WR dos Lions na NFL tenta a sorte no 'American Idol' e arrepia jurados

Desde as marcas de Matt Ryan e Bill Belichick até à emoção de Marquise Goodwin e a perda do filho antes do domingo, veja o que melhor aconteceu na semana 10 da NFL:

  • Só de mentirinha
  • Depois de AJ Green, do Cincinnati Bengals, "esganar" e agredir Jalen Ramsey, do Jacksonville Jaguars, na semana passada, no domingo a briga entre os dois teve uma reprodução. Tosca, mas teve.
  • O wide receiver do Pittsburgh Steelers JuJu Smith-Schuster e o running back Le'Veon Bell foram os responsáveis pela reprodução do lance. Obviamente nenhum dos dois é digno de um Oscar.

    "Terrível", descreveu Smith. "Foi provavelmente a minha pior".

    Pelo menos ele anotou o touchdown que originou a celebração e teve mais 97 jardas. Os Steelers sofreram um pouco, mas venceram os Colts por 20 a 17 e ainda lideram a AFC Norte com 7 vitórias em 9 partidas.
  • Recorde Ryan
  • O quarterback do Atlanta Falcons se tornou o que mais rápido atingiu as 40 mil jardas aéreas em toda a história da NFL.
  • Ryan precisou de apenas 151 jogos para chegar a esta marca, superando o recorde de Drew Brees, que havia feito o mesmo em 152 partidas.
  • No domingo, Matt Ryan pulverizou a defesa do Dallas Cowboys com 251 jardas e dois passes para TD na vitória dos Falcons por 27 a 7.



  • Lágrimas de emoção
  • Depois de 14 longos meses, onde nem sabia se voltaria a jogar futebol americano, Teddy Bridgewater foi relacionado pelo Minnesota Vikings para o jogo contra o Washington Redskins no domingo.
  • Antes do jogo, Bridgewater foi visto na lateral do campo chorando, algo que ele descreveu depois como "lágrimas de alegria".
  • Apesar dos Vikings não terem muita profundidade na posição de quarterback, pode ser que Bridgewater tenha que esperar mais uma semana, já que Case Keenum conduziu o time à vitória sobre os Redskins.
  • Monstro Belichick
  • O maior técnico da história do futebol americano atingiu mais uma marca na vitória do New England Patriots sobre o Denver Broncos no Sunday Night Football por 41 a 16.
  • Belichick venceu na NFL, incluindo playoffs, pela 270ª vez, empatando com o lendário Tom Landry no terceiro lugar do maior número de vitórias em toda a história da NFL.
  • Mas se quiser ser o líder, Bill Belichick ainda terá que ficar na NFL por muito tempo.
  • O técnico com o maior número de vitórias na história da NFL é Don Shula (347). O segundo na lista é George Halas (324).
  • Deu ruim
  • Quando a fase não é boa...
  • Assim pode ser descrito um lance que aconteceu com o Chicago Bears no jogo contra o Green Bay Packers neste fim de semana. 
  • Benny Cunningham, dos Bears, corria para a endzone quando foi parado por um adversário. Os árbitros assinalaram que ele foi derrubado na linha de duas jardas. Num jogo próximo e com um ataque fraco, o técnico de Chicago, John Fox, pediu o desafio na esperança de que fosse um touchdown. Mas não aconteceu nada disso.
  • Pelo contrário, a arbitragem no fim das contas acabou dando um turnover dos Bears e bola dos Packers na linha de 20 jardas. Como?
  • Pela regra da NFL, todos os aspectos de uma jogada são revisáveis durante um desafio. Logo, a arbitragem viu que Cunningham soltou a bola, sofrendo um fumble, antes de ser derrubado, a mesma pegou no "pylon" e saiu pela endzone. E isso deu aos Packers a recuperação de bola através de um turnover, ficando com a posse na linha de 20 jardas por conta do touchback.
  • Para ficar pior, os Bears perderam de seus maiores rivais por 23 a 16.
  • Da próxima vez, John Fox, pense duas vezes antes de desafiar.
  • O "cara" da rodada
  • O San Francisco 49ers venceu sua primeira partida na temporada ao derrotar o New York Giants. Mas realmente no domingo o resultado não importava. Um exemplo maior do que o futebol americano foi dado por Marquise Goodwin.
  • O wide receiver dos 49ers recebeu a notícia na manhã de domingo de que seu filho veio ao mundo e morreu logo na sequência. Devido a complicações na gravidez de sua esposa, os médicos tiveram que fazer um parto prematuro, e a criança não sobreviveu.
  • Goodwin insistiu em jogar e conseguiu a recepção de 83 jardas para touchdown que foi o melhor lance da partida. Após anotar o TD, o atleta se ajoelhou no chão e se emocionou.
  • Marquise Goodwin, que já dividiu sua carreira na NFL com a de atleta em Olimpíadas e Jogos Pan-Americanos, mostrou que é muito