Jogo do Argentino tem mulher na arbitragem pela 1ª vez na história

Efe
Divulgação AFA
A árbitra Gisela Trucco foi a primeira mulher a apitar um jogo na 1ª divisão argentina
A árbitra Gisela Trucco foi a primeira mulher a apitar um jogo na 1ª divisão argentina

A assistente Gisela Trucco se tornou nesta segunda-feira a primeira mulher da história a atuar em um jogo da primeira divisão do Campeonato Argentino, o empate entre por 1 a 1 entre o Defensa y Justicia e o Olimpo, válido pela sétima rodada.


"Peço que tenham o mesmo respeito com qual trabalhamos por toda a vida", disse o árbitro principal da partida, Fernando Rapallini, antes de a bola rolar.

Trucco, de 29 anos, foi aplaudida pelos torcedores do Defensa y Justicia quando entrou em campo. A juíza, que se formou em 2007, fez um bom trabalho na sua estreia na primeira divisão.

A Associação do Futebol Argentino (AFA) classificou a estreia de Gisela como "histórico" e um "marco para a arbitragem" do país.

"A vontade foi mais forte que o mundo machista. É um prêmio ao esforço realizado. Espero que seja o ponto de partida para abrir portas para mais mulheres", disse Trucco aos jornalistas.