Jogo pela Copa da Liga pode representar recordes históricos para City e Aguero

ESPN.com.br

Getty
Josep Guardiola sorri e abraça Aguero após tirá-lo de campo em Manchester City x Burnley
Josep Guardiola sorri e abraça Aguero após tirá-lo de campo em Manchester City x Burnley

A vitória por 3 a 0 sobre o Burnley, no último sábado, pela nona rodada da Premier League, representou muito para o Manchester City.

Primeiro porque o time de Josep Guardiola abriu cinco pontos de vantagem (25 a 20) na liderança após a derrota do arquirrival United para o Huddersfield Town.

Veja os melhores momentos da vitória do Manchester City sobre o Burnley por 3 a 0 pela Premier League

O resultado significou o 11º triunfo consecutivo dos Citizens nesta temporada, o que iguala sua maior sequência histórica, obtida por duas vezes sob o comando de Manuel Pellegrini nas temporadas 2014/2015 e 2015/2016.

Além disso, Sergio 'Kun' Aguero abriu o placar com o seu 177º gol com a camisa do City, empatando com Eric Brook na artilharia de sempre do clube.

Destaque na Inglaterra e na seleção brasileira, Gabriel Jesus ainda não pensa em ser melhor do mundo: 'Está distante'

Com isso, o duelo em casa contra o Wolverhampton pela Copa da Liga Inglesa, na próxima terça-feira, às 17h (de Brasília), com transmissão ao vivo da ESPN Brasil e do WatchESPN, ganha ares de épico para o torcedor citizen.

Afinal, uma nova vitória do City e outro gol de Aguero darão recordes históricos para ambos: 12º triunfo seguido e 178 gols pelo time.

Guardiola afirmou após o jogo contra o Burnley que o atacante argentino - que voltou a ser titular depois do acidente de carro sofrido na Holanda - pode ser titular novamente para readquirir ritmo.

"Ele ficou fora por três jogos, atuou mais minutos hoje e talvez jogue na terça. Foi importante para ele igualar o recorde o mais rápido possível. Quando ele quebrá-lo, será algo especial. Ele deveria prestar tributo a nós! Ele deveria nos convidar para jantar talvez", brincou o técnico espanhol.

Destaque na Inglaterra e na seleção brasileira, Gabriel Jesus ainda não pensa em ser melhor do mundo: 'Está distante'

O treinador, porém, foi cauteloso com a possibilidade de quebrar uma marca histórica pelo Manchester City: "Em maio, é importante. Em outubro, não é".

"Nós ganhamos 11 jogos seguidos. Isso significa que nós fomos capazes de ganhar muitos jogos. Nós estamos no topo da Premier League e do nosso grupo da Champions League, mas no final do último ano ganhamos dez jogos seguidos e não ganhamos títulos. Nós devemos manter o ritmo, manter o foco e continuar jogando nosso jogo", resumiu Josep Guardiola.