Cruzeiro arma 'operação anti-Palmeiras' e agenda reunião para oferecer aumento salarial irrecusável a Mano

Diego Garcia, do ESPN.com.br
Gazeta Press
Técnico do Cruzeiro, Mano Menezes está na mira do Palmeiras
Técnico do Cruzeiro, Mano Menezes está na mira do Palmeiras

O Cruzeiro agendou para a próxima terça-feira uma reunião com o técnico Mano Menezes, onde pretende propor um aumento salarial ao treinador para mantê-lo durante a próxima temporada. 

O time celeste demonstra preocupação interna com uma possível saída de Mano - que tem contrato só até dezembro - e quer resolver a questão o quanto antes. 

Com salário de R$ 500 mil mensais atualmente, o treinador deve ouvir uma nova e vantajosa proposta na reunião - fontes ouvidas pela reportagem disseram que a oferta será "irrecusável", em uma verdadeira "operação anti-Palmeiras".

Ocorre que o time alviverde paulista já procurou o técnico no fim de setembro e demonstrou interesse em contar com Mano, com a possibilidade de uma remuneração maior do que a recebida pelo técnico no Cruzeiro, além de amplo poder econômico concedido pela Crefisa na busca por reforços.

O técnico gosta da ideia de dirigir o Palmeiras, mas, por outro lado, também gosta de trabalhar no Cruzeiro. Por enquanto, Mano Menezes vai apenas sentar com o clube mineiro e ouvir o que pode receber se decidir ficar. Só então vai refletir sobre o futuro.

Especulado no Palmeiras, Mano Menezes foi perguntado hoje de manhã sobre renovação com o Cruzeiro; veja a resposta

Além do que, o time celeste já possui vaga garantida na próxima Copa Libertadores, enquanto o Palmeiras ainda briga e busca a classificação por meio do Brasileirão - atualmente está em quarto com 47 pontos, 11 atrás do líder, o arquirrival Corinthians.

Cuca deixou o Palmeiras nesta sexta-feira.  Nesta nova passagem, que começou em maio passado como substituto de Eduardo Baptista, Cuca conseguiu 16 vitórias, sete empates e 11 derrotas. Ele foi eliminado com o time nas oitavas da Libertadores para o Barcelona-EQU e nas quartas da Copa do Brasil pelo Cruzeiro.