Veja quem serão as 12 seleções da ‘primeira divisão’ de nova liga na Europa que vai atrapalhar Brasil

ESPN.com.br

TF-Images via Getty Images
Alemanha é uma das seleções que fazem parte da 'primeira divisão' europeia
Alemanha é uma das seleções que fazem parte da 'primeira divisão' europeia

Por meio do ranking da Fifa foram conhecidas as 12 seleções que estarão na “Primeira Divisão” da Liga das Nações, novo torneio da UEFA que irá complicar a Seleção Brasileira na busca por adversários de grande porte em amistosos.


O torneio, que começará em setembro de 2018, contará com 55 seleções divididas em quatro divisões, que depois serão separados por grupos.

A divisão A contará com Alemanha, Portugal, Bélgica, Espanha, França, Inglaterra, Suiça, Itália, Polônia, Islândia, Croácia e Holanda.  Essas 12 seleções serão divididas em quatro grupos com três equipes, sendo que a campeã de cada uma das chaves irá para um “Final Four” valendo o título.

A divisão B terá o mesmo formato, contando com Áustria, País de Gales, Rússia, Eslováquia, Suécia, Ucrânia, Irlanda, Bósnia, Irlanda do Norte, Dinamarca, República Tcheca e Turquia.

Já a C terá 15 seleções subdividida em um grupo com três e três com quatro. Nesta divisão estarão Hungria, Romênia, Escócia, Eslovênia, Grécia, Sérvia, Albânia, Noruega, Montenegro, Israel, Bulgária, Finlândia, Chipre, Estônia e Lituânia.

Já a D, com 16 seleções, terá quatro chaves com quatro times. Aqui a disputa será entre Azerbaijão, Macedônia, Belarus, Georgia, Armênia, Letônia, Ilhas Faroe, Luxemburgo, Cazaquistão, Moldávia, Liechtenstein, Malta, Andorra, Kosovo, San Marino e Gibraltar.

Marra analisa os possíveis candidatos ao título da Copa do Mundo, mas aponta seleção favorita

No final de cada temporada, o último de cada grupo será "rebaixado", dando lugar para o primeiro do grupo seguinte. Já o campeão de cada grupo garantirá vaga direta para a Euro de 2020.

Ao fim do torneio, começará a classificatória para a Euro, com cinco grupos de cinco seleções, e mais cinco com seis.

A ideia da UEFA é reduzir, ou até eliminar, a disputa de amistosos nas Datas Fifa, o que pode condenar a equipe brasileira a disputar jogos contra seleções de outros continentes.