Carille crê em retomada e projeta cinco vitórias por título brasileiro

Agência Gazeta Press

Carille faz as contas para ser campeão brasileiro e fala em sonho realizado no Corinthians

A 11 rodadas do final do Campeonato Brasileiro, o Corinthians passou a contabilizar 58 pontos ganhos após ganhar do Coritiba na noite desta quarta-feira. Satisfeito com o triunfo alcançado na Arena, o técnico Fabio Carille projeta que cinco vitórias sejam suficientes para assegurar o título.

Com 47 pontos, o Cruzeiro dorme na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, mas ainda pode ser ultrapassado pelo Santos, que tem os mesmos 47 pontos e enfrenta a Ponte Preta às 17 horas (de Brasília) desta quinta-feira, no Estádio Moisés Lucarelli.


“Não é o que passo para o grupo, porque a gente trabalha jogo a jogo. Mas, se o Corinthians conseguir cinco vitórias em 11 partidas, o Santos precisaria de oito vitórias em 11 partidas. Não é impossível, mas não é fácil. Se conseguirmos mais cinco vitórias, creio que sejamos campeões”, disse Carille, já supondo um triunfo do Santos sobre a Ponte Preta.

Otimista, o treinador corintiano espera que o triunfo sobre o Coritiba marque uma retomada do time alvinegro no Campeonato Brasileiro após um começo de segundo turno delicado, com derrotas contra Vitória e Atlético-GO, dois clubes ameaçados pelo rebaixamento.

Balbuena admite noite em claro após eliminação, mas diz: 'Eu tinha que virar a página'

“Uma vitória é sempre importante. Estávamos ansiosos, querendo acelerar as coisas. Ganhamos, mas cometemos erros que não podemos cometer, principalmente no primeiro gol, porque sabíamos que o Carleto bate forte na primeira trave. Mas espero que seja o começo de uma retomada, sim”, afirmou Carille.

Pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, às 19 horas (de Brasília) deste domingo, o Corinthians enfrenta o Bahia, na Fonte Nova. Ainda no começo de sua carreira como treinador, Fabio Carille admite que também está inquieto diante da proximidade do final do torneio.

“A questão da ansiedade é mais minha do que dos atletas. Serão dias intensos de trabalho, com a proximidade de uma grande conquista. Além de controlar o grupo, primeiro tenho que me controlar, o que não é fácil. Teremos 50 dias de trabalho árduo em busca do nosso objetivo”, afirmou.