Em guerra com jornal catalão, chefão da liga espanhola lembra ao Barcelona o que fez no caso Neymar

ESPN.com.br

Getty Images
Javier Tebas, presidente do Campeonato Espanhol
Javier Tebas, presidente do Campeonato Espanhol

O clima que começou com o referendo da independência da Catalunha segue quente na esfera esportiva. Tanto que o presidente da liga espanhola, Javier Tebas Medrano, tem discutido com diretor do jornal catalão Sport, Ernest Folch.


Em editorial, o dirigente foi criticado por sua atuação durante a discussão do referendo, sendo acusado pelo períodico de, em meio à tensão política, se preocupar apenas em expulsar o Barcelona da organização. A resposta do cartola veio pelo Twitter, em mensagens endereçadas para Folch, mas levando em consideração a forte ligação do jornal com o clube.

"Se tivesse me entrevistado como eu queria, não escreveria assim. Sou o mesmo presidente do caso Neymar-PSG-FCB", lembrando de sua atuação no caso da transferência do atacante brasileiro, quando atuou de todas as formas para atrapalhar a saída de Neymar.

"O que não se pode fazer é mentir para os torcedores. As questões jurícidas são o que são, e todos temos que conhecer e cumprir", completou.

BB na Veia discute movimento separatista na Catalunha; Clóvis Rossi: 'Seleção da Catalunha não se classificaria para Copa'

A resposta, pela mesma rede social, veio com Folch reafirmando que achou irresponsável a declaração sobre uma possível expulsão do Barcelona da competição, mesmo com o time querendo seguir na disputa do torneio.