Organizadas do Flu se reúnem com 'Ceifador' e zagueiro Henrique, pedem 'raça' e garantem: 'Não vamos entrar no Z4'

Cícero Mello, com redação do ESPN.com.br
Fla-Flu, Atlético-MG x São Paulo e muito mais: Comentaristas do Linha palpitam sobre 27ª rodada do Brasileirão

Devido à crise enfrentada pelo Fluminense, representantes de várias torcidas organizadas se reuniram nesta terça-feira com jogadores e diretoria da equipe tricolor para pedir "raça" ao time, que vem em derrocada e se aproximou perigosamente da zona do rebaixamento nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro após uma série de jogos sem vitória. 

Segundo apurou a ESPN, a reunião no CT do time das Laranjeiras durou cerca de 30 minutos e teve a presença de 15 a 20 membros de uniformizadas.

Do lado dos jogadores, participaram do encontro o atacante Henrique Dourado, o "Ceifador", e o zagueiro Henrique. Pela diretoria, o representante foi Alexandre Torres, gerente de futebol do Flu.

Segundo Jardel Augusto, vice-presidente da Flunitor, uma das organizadas do clube tricolor, a promessa é que as torcidas irão apoiar na fase difícil.

"Nós abraçamos o Flu. Nós viemos abraçar o Fluminense, dando apoio aos jogadores nesses 12 jogos (que restam no Campeonato Brasileiro", disse, à ESPN

Torcida organizada dentro de treino da equipe? Comentaristas do Bate Bola opinam

Augusto revelou que pediu a Dourado e Henrique, atletas mais experientes, que apoiem os garotos da base durante o momento de turbulência, e pediram "raça" ao elenco tricolor.

"Tem que ir devagarinho, justamente para os mais jovens não sentirem. Deixamos claro que os mais antigos devem dar apoio aos que estão vindo da base", salientou. 

Para Cavalieri, momento difícil do Flu serve de aprendizado para os mais jovens do elenco

"A receptividade (dos jogadores e da diretoria) foi excelente. Vão dar raça, que é o que queremos. Raça e quem deem o sangue pelo nosso Fluminense. Confiamos que não vamos entrar no Z4", finalizou.

O Fluminense, que está em 16º lugar no Brasileiro e vem de quatro derrotas seguidas, tem 31 pontos e está a apenas um de entrar na zona da degola. 

Henrique Ceifador admite 'momento turbulento' e pede união em luta contra a queda

Nesta quinta-feira, às 17h (de Brasília), a equipe das Laranjeiras encara o rival Flamengo, no Maracanã, precisando obrigatoriamente vencer para se afastar do perigo do rebaixamento.