O implacável Aaron Rodgers, a queda do Big Ben, e as lesões: o resumo de mais uma semana épica da NFL

ESPN.com.br
  • A semana 5 da temporada já está nos livros de história da NFL, e terminou com um misto de esperança e tristeza para o torcedor do Chicago Bears, que se animou com Trubisky em campo, mas viu o quarterback calouro lançar uma interceptação que definiu a derrota para o Minnesota Vikings.

    Mas o final de semana mais uma vez teve um clima épico, com atuações para serem lembradas, totalmente esquecidas, e diversos "feridos" em batalha.

    Confira:
  • Como esperado, Dallas Cowboys e Green Bay Packers fizeram o mais épico dos jogos do final de semana (talvez da temporada). No último quarto foram nada menos do que cinco mudanças de liderança no placar, e Aaron Rodgers saiu de campo mais uma vez como o grande carrasco do time texano.

    Prescott invadiu a endzone para deixar o marcador em 31 a 28 quando restavam apenas 1 minuto e 13 segundos no relógio. Mas Rodgers precisava até menos do que isso. Em 1min02 ele fez seu time “marchar” o campo todo e, com uma conexão perfeita com Devante Adams, acertou o golpe mortal nos Cowboys, que perderam a segunda seguida em casa.
  • A semana cinco já se foi e a invencibilidade do Kansas City Chiefs vai bem, obrigado! Nem mesmo com Deshaun Watson tendo sua segunda partida seguida com cinco passes para TD a franquia do Missouri foi batida.

    Kareem Hunt conseguiu seu quinto jogo correndo para mais de 100 jardas, igualando marca de Adrian Peterson, e, hoje, dividiria com Alex Smith os votos para MVP da temporada. Outro destaque desta partida foi o divertido quarto período, no qual foram marcados 40 pontos, sendo 21 para os Texans, que levaram a sério a partida mesmo após ela estar decidida.

    Se depender do que vimos no domingo, a sequência de invencibilidade vai seguir para os Chiefs, que recebem o abalado Pittsburgh Steelers no próximo final de semana. 6-0?
  • Antes do início da temporada, Ben Roethlisberger considerou a possibilidade de se aposentar. Na tarde deste domingo, no atropelamento do Jacksonville Jaguars, talvez ele tenha se arrependido da decisão de permanecer em campo.

    Jogando em casa, Big Ben teve seu pior jogo da carreira. Foram nada menos que CINCO interceptações, sendo que duas delas viraram “pick 6”, ou seja, retornada para touchdown. O quarterback ainda conseguiu 312 jardas aéreas, sendo 157 com Antonio Brown, mas não era nem de longe o seu dia.

    Quando o assunto foi jogo corrido, Le’Veon Bell conseguiu apenas 47 jardas em 15 tentativas, enquanto Fournette teve 181 com dois TDs, e ainda provocou a defesa dos Steelers, chamando, durante a corrida, para um contato.
  • O domingo da semana 5 será muito sentido por aqueles que, independentemente do time que torçam, gostam do futebol americano. As lesões foram cruéis, e vão tirar alguns grandes nomes pelo restante da temporada.

    Nos Giants – como se o 0-5 não fosse castigo suficiente – a derrota para os Chargers veio com lesões de Shepard, Brandon Marshall e Odell Beckham Jr., sendo que os dois últimos não devem mais entrar em campo. O camisa 13 deixou todos emocionados ao sair de campo após um TD e uma forte cena de lesão. Ele e o camisa 15 terão que passar por cirurgias no tornozelo, e já dão adeus à 2017.

    No Sunday Night, mais três deram adeus à 2017. Pelos Texans, JJ Watt teve uma lesão na perna esquerda ainda no primeiro quarto e deixou o campo de ambulância. Depois foi a vez de Whitney Mercilus, que teve uma ruptura no musculo do peito e também vai perder a temporada. Nos Chiefs, a nova baixa é do recebedor Chris Conley, que teve um ruptura no tendão de Aquiles.
  • Se na última semana foi Younghoe Koo o kicker que perdeu o emprego, desta vez quem está na mira é Nick Folk, que tem os canhões dos Buccaneers prontos para atirarem-lhe para bem longe de Tampa.

    Na abertura da semana, a franquia perdeu em casa para o New England Patriots com grande contribuição do kicker, que errou feio em três tentativas de field goal, sendo uma delas de míseras 31 jardas. Tivesse acertado ao menos essa, a vitória poderia vir com mais um chute curto nos segundos finais da partida.

    Os erros custaram a vitória aos Bucs, e já custaram o emprego Nick Folk. Na segunda-feira, as notícias eram de que até mesmo Cairo Santos, ainda contundido, seria avaliado pela franquia da Flórida, que acabou contratando Patrick Murray, já que o problema precisava ser resolvido de forma imediata.

    De qualquer forma, parece claro que o "Zica das Bicudas" não terá dificuldades para achar emprego quando estiver 100% recuperado.