De olho em franceses, Barça quer rechear setor ofensivo até metade de 2018

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Getty
Griezmann atuando pela França
Griezmann atuando pela França

Até a metade do ano que vem, o Barcelona deve abrir os cofres para reforçar o setor ofensivo da equipe comandada por Ernesto Valverde. Os principais nomes da lista grená, como garante o jornal Mundo Deportivo, seriam dos franceses Antoine Griezmann, do Atlético de Madrid, e Anthony Martial, do Manchester United.

O primeiro seria a grande proridade, já que se trata de um dos principais jogadores do futebol mundial. O meia-atacante tem contrato com os colchoneros até 2023, e sua multa, que vale até julho de 2018, está avaliada em 200 milhões de euros (quase R$ 750 milhões). A partir de agosto de 2018, a quantia voltará a ser de 100 milhões de euros.


Griezmann seria um investimento perfeito para o Barça. Além de, caracteristicamente, tender a encaixar perfeitamente ao lado de Suárez e Messi no ataque grená, o jogador não teria o menor problema com adaptação, visto que já atua na Espanha e conta com amigos de seleção no plantel de Valverde. O zagueiro Samuel Umtiti, o lateral Lucas Digne e o atacante recém-contratado Ousmane Dembelé seriam determinantes para o acerto entra as partes.

Martial, por sua vez, pode chegar já em janeiro ao Camp Nou. Isto porque não é titular absoluto no time de José Mourinho, mesmo contando com boas atuações quando dentro de campo. Os poucos minutos jogados pelo atacante de 21 anos lhe custaram a convocação para os últimos jogos da seleção francesa nas Eliminatórias Europeias. Com o intuito ter maior tempo de jogo, voltar a ser convocado e ir a Copa da Rússia, em 2018, ele não enxergaria uma proposta de outro clube europeu com maus olhos. Ainda mais se este clube fosse o Barcelona.

O Arsenal seria outro clube interessado pelo francês, cujo vínculo com o Manchester United se encerra em 2019. Os Gunners o teriam como principal candidato a substituir Alexis Sánchez e, inclusive, poderia servir como moeda de troca em negociação com o alemão Mesut Ozil, que, assim como o chileno, deve deixar o clube londrino até a metade de 2018.