Gnabry se une a Mata e doará 1% do salário para organizações beneficentes

ESPN.com.br com Agência EFE
Getty
Serge Gnabry jogando pela Alemanha
Serge Gnabry jogando pela Alemanha

O meia alemão Serge Gnabry, emprestado pelo Bayern de Munique ao Hoffenheim, doará 1% de seu salário para organizações beneficentes relacionadas com o futebol.

Gnabry decidiu aderir à iniciativa Common Goal, liderada pelo meia espanhol Juan Mata, e afirmou que quer deixar um legado positivo no esporte, tanto dentro como fora de campo.

Vários jogadores já fazem parte do projeto de Mata. Recentemente, se uniram ao Common Goal o italiano Giorgio Chiellini, o alemão Mats Hummels, e a americana Alex Morgan.


"Ainda estou nos primeiros passos de uma carreira que espero que seja longa. Quando olhar para trás na minha trajetória futebolística dentro de alguns anos, quero ser capaz de dizer que deixei uma marca positiva, tanto dentro como fora de campo", disse o jogador.

"Meu compromisso, sozinho, não pode mudar o mundo. Mas com a união em uma missão compartilhada, penso que os jogadores podem fazer a diferença. Quero ajudar a tornar a Common Goal em uma parte do futebol. Quero colaborar para que o futebol se sinta bem consigo mesmo de novo", completou Gnabry, de apenas 22 anos.

O meia também disse que apoiará iniciativas beneficentes no país onde nasceu seu pai, a Costa do Marfim.

"Tenho orgulho da minha origem marfinense e do quanto o futebol representa para as pessoas do país. A ideia de usar o jogo como uma ferramenta para gerar uma mudança social em todo o país é realmente inspiradora para mim", concluiu Gnabry.