De 11 minutos para modelo popular a mais de 5 horas para ‘nave’ de R$ 8 milhões de CR7, quanto astros do futebol precisam trabalhar para comprar seus carros

ESPN.com.br

Cristiano Ronaldo exibe carro de mais de R$ 8 milhões que vai de 0 a 400km/h em 42 segundos

Uma empresa especializada em compra e venda de carros fez um levantamento para descobrir o modelo de veículo preferido de 255 jogadores que atuam na Premier League, Bundesliga e na liga espanhola. Mais do que descobrir o gosto de cada um deles, a pesquisa mediu quanto tempo cada um tem que trabalhar para adquirir um exemplar.


Com base no salário de cada um dos atletas, a pesquisa da inglesa Carspring, chegou à conclusão de que 100 dos estudados conseguiam comprar seu carro com o proporcional ganho por atuar em apenas um jogo.

Entre os craques Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, o astro do Real Madrid teve que passar mais tempo em campo para comprar.

Messi é dono de uma Ferrari F430 Spider, que no Brasil custa R$ 1,6 milhão. Para exibí-la, o camisa 10 do Barça gastou o equivalente a 31,32 minutos em campo.

Já Cristiano Ronaldo possui um carro bem mais exclusivo. Sua Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse é avaliada em mais de R$ 8 milhões. Para ganhar esta quantia, CR7 teve que atuar por cinco horas, 15 minutos e 20 segundos.


Para comprarem suas Maserati GranTurismo, Antoine Griezmann, do Atlético de Madri, gastou o equivalente a uma hora e quatro minutos em campo, enquanto Paul Pogba, do Manchester United, precisou ficar apenas 24 minutos no gramado.

Outros números apresentados pela pesquisa apontam que Fernando Torres atuou 2 horas, 19 minutos e 49 segundos pelo Atlético de Madri para comprar seu Aston Martin DB9, enquanto Franck Ribery precisou de metade de uma partida para dirigir sua Lamborghini Gallardo.

O mais modesto de todos eles é o espanhol Jesús Navas, que voltou ao Sevilla depois de defender o Manchester City e, apesar de estar avaliado em 13,5 milhões de euros (R$ 49,66 milhões) e dirige um popular Nissan Micra, que poderia comprar com apenas 11 minutos de jogo.

Por outro lado, o meia George Boyd, do Burnley, dirige uma Mercedes de 870 mil euros (R$ 3,2 milhões), o equivalente ao que ganha para atuar em 30 jogos pela equipe inglesa.

Também de acordo com a pesquisa, os atacante e meias gostam mais de carros esportivos, enquanto defensores e goleiros tendem a optar por SUVs e utilitários.