Levir explica ausência de Donizete no clássico: “Não apareceu no treino”

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Levir explica ausência de Donizete e defende o volante: 'É um jogador de esquema tático que funciona'

O volante Leandro Donizete tinha tudo para ser titular do Santos no clássico contra o Palmeiras, neste sábado, no Palestra Itália, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. No entanto, ele foi barrado e nem sequer foi relacionado para o jogo porque, segundo o técnico Levir Culpi, faltou ao treino da quinta-feira por se confundir com o horário.


“O Leandro Donizete não apareceu para treinar e, por isso, não veio (para a partida). Ele se enganou no horário. Pensou que o treino era à tarde e treinamos de manhã. Ele poderia ter vindo e ter sido utilizado, porque foi campeão da Libertadores e da Copa do Brasil. Um jogador que funciona no esquema tático”, revelou Levir, em entrevista coletiva, após a partida.

Sem Leandro Donizete, o treinador mandou Matheus Jesus a campo. O garoto de 20 anos fez sua estreia como titular do Santos e não sentiu o peso do clássico, fazendo três desarmes, nenhuma falta e dando 15 passes certos e apenas cinco errados. O Peixe acabou superando o gramado encharcado do Palestra Itália e vencendo o time da casa por 1 a 0, com gol de Ricardo Oliveira.

“Não é uma fria, todo jogo é difícil. O clássico é mais pegado, mas graças a Deus entrei bem e correspondi às expectativas do treinador”, comemorou o jovem volante, na saída de campo.

Levir diz o que achou do gramado do Allianz Parque: 'Não estava legal, mas... até foi bem'

Com 47 pontos ganhos, o Santos manteve a vice-liderança do Brasileiro e se colocou como maior perseguidor do líder Corinthians, que soma 54 pontos e enfrenta o Cruzeiro neste domingo, no Mineirão.