Carille volta a se preocupar com passes errados pelo Corinthians

Agência Gazeta Press

Carille diz que Corinthians 'entregou muito a bola' ao Racing, mas pede calma após empate: 'Não tem alerta'

O técnico Fábio Carille disse que “vários fatores” explicam a queda de rendimento do Corinthians no segundo tempo da partida contra o Racing, nesta quarta-feira, em Itaquera. Apenas um deles, no entanto, foi repetido exaustivamente por ele ao término do empate por 1 a 1.

“Se tivéssemos melhorado o passe, o adversário não cresceria e controlaríamos melhor o jogo. Foi o nosso grande problema no segundo tempo”, elegeu Carille, que já tinha citado a dificuldade no fundamento nas derrotas para o Vitória, o Atlético-GO e o Santos.


Apesar de o Corinthians não ter voltado a vencer, o técnico viu alguns sinais de melhora. A sua equipe teve lampejos do futebol que a levou à liderança folgada do Campeonato Brasileiro, no primeiro tempo.

“Foi totalmente diferente do segundo”, apontou.

O técnico ainda fez questão de elogiar o Racing – segundo ele, um time “de muita qualidade”. O adversário argentino, vazado pelo volante Maycon na etapa inicial, dominou os últimos 45 minutos de partida e igualou o placar em uma finalização do atacante Triverio, aproveitando rebote do goleiro Cássio.

Gazeta Press
Carille está preocupado com os passes no Corinthians
Carille está preocupado com os passes no Corinthians

Agora, Carille se preocupa em fazer o Corinthians acertar os passes para reagir na sequência do Campeonato Brasileiro e superar o Racing no jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Antes de visitar os argentinos no Cilindro de Avellaneda, na quarta-feira que vem, o líder do Brasileiro receberá o Vasco em Itaquera no domingo.

“Sempre pensamos em coisas grandes, em buscar os dois títulos. O foco agora é o Brasileiro. Queremos fazer por merecer uma grande vitória sobre o Vasco no nosso estádio”, disse Fábio Carille.

“Contra o Racing, o 0 a 0 já não interessa. Vamos nos preparar para ser mais agressivos”, concluiu.