Técnico da Juventus se revolta com comportamento de Higuaín contra o Barça: 'Ficou irritado e perdeu a cabeça'

Ben Gladwell, do ESPN FC
Urbanandsport/NurPhoto via Getty Images
Higuaín deixou o campo revoltado durante a partida contra o Barcelona
Higuaín deixou o campo revoltado durante a partida contra o Barcelona

O técnico da Juventus, Massimiliano Allegri, ficou revoltado com a atuação do atacante Gonzalo Higuaín na derrota por 3 a 0 para o Barcelona, na última terça-feira, pela 1ª rodada da fase de grupos da Uefa Champions League.

O argentino, contratado por 90 milhões de euros (R$ 337,2 milhões) pela "Velha Senhora" na temporada passada, foi figura inoperante, e pouco tocou na bola no Camp Nou.

Enquanto seu parceiro de ataque, Paulo Dybala, ao menos se movimentou e tentou ajudar o meio-campo da Juve, Higuaín parecia prostrado e desinteressado em campo, o que tornou a missão de municiá-lo no ataque ainda mais difícil. Tanto é que acabou substituído nos minutos finais pelo jovem Fabrizio Caligara, de 17 anos. Ao deixar o campo, o "Pipita" respondeu às provocações da torcida mostrando o dedo do meio para a arquibancada. 

Após a partida, Allegri admitiu que não estava "nada feliz" com esse comportamento.

"Ele até começou bem, mas precisa ficar mais relaxado em jogos como esse, porque acaba ficando irritado e perde a cabeça", disse o técnico, ao Mediaset.

"Jogos como esse são decididos pela força mental. Não dá para a gente achar que vai jogar na casa do Barcelona e dominar a partida. Não podemos ser presunçosos", prosseguiu.

O comandante, porém, disse que a partida da Juve não foi "totalmente ruim", apesar da derrota dura. 

Buffon e Totti falam sobre dificuldade nos grupo de Juventus e Roma na Champions

"Temos que tirar o primeiro tempo como exemplo, quando jogamos bem. Mas precisamos aproveitar nossas chances em um jogo como esse, pois, se você não aproveita, é castigado em seu primeiro erro. E eles tinham Messi, que é um jogador que muda as partidas", analisou.

"Tivemos uma boa chance com Dybala após o intervalo, mas não conseguimos 'entrar' no jogo e depois eles foram devastadores, como costumam ser quando você dá espaços", acrescentou.

Mais tarde, Allegri usou sua conta pessoal no Twitter para dizer que "quando você erra as coisas mais simples, fica ainda mais difícil vencer os jogos mais complicados". 

Já para o meia Miralem Pjanic, o maior problema da Juventus no Camp Nou foi a atuação da defesa.

"Não podemos nunca levar gols como os que levamos", bradou.

"Nossas ações foram completamente equivocadas, e nós erramos ao pressioná-los. Fizemos um bom primeiro tempo, mas precisamos melhorar também na frente. Eles são um ótimo time. Podíamos ter feito algo melhor, mas essa derrota servirá como lição", complementou.

"Estamos iniciando a temporada e esse foi só o primeiro jogo da Champions, então precisamos pensar à frente agora. Todos estão criticando a Juve e exagerando, mas tenho certeza que teremos grande resultados até o final da temporada. Vamos responder à altura, como sempre fizemos. Perdemos, mas aprendemos coisas importantes com nossos erros. Creio que só precisamos ser mais agressivos quando estamos na frente do gol", finalizou.

Na próxima partida da Liga dos Campeões, a "Velha Senhora" tenta se recuperar contra o Olympiacos-GRE, que perdeu por 3 a 2 para o Sporting-POR em Atenas, na última terça-feira.