Jornal: grandes europeus querem acabar com o mercado de inverno

ESPN.com.br com agência Gazeta Press

Getty
Mbappé e Neymar, companheiros no milionário ataque do PSG
Mbappé e Neymar, companheiros no milionário ataque do PSG

Depois das grandes movimentações ocorridas na última janela de transferências do futebol europeu, alguns dos maiores clubes do velho continente estariam plenamente interessados em abolir o mercado de inverno, instaurado pela UEFA em 2003 e que, desde então, ocorre todo mês de janeiro, na metade da temporada.

Diante de propostas cada vez mais tentadoras e valores cada vez mais astronômicos, os times estariam temerários em perder jogadores importantes durante suas respectivas campanhas.

Segundo o jornal inglês The Sun, Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique e Juventus seriam os principais inclinados a reduzir o período de transferências apenas à janela de verão, que ocorre no meio do ano, em período equivalente à pré-temporada europeia.

O pedido precisaria ser aprovado pela Fifa e pela UEFA e, inclusive, já estaria nas mãos de responsáveis das duas entidades.

A possibilidade de mudar o calendário europeu de futebol surgiu dias depois da Premier League alterar a data de fechamento da janela de transferências para os clubes britânicos.

Perdeu alguma transação na Bundesliga? Ouça essa incrível música e fique por dentro de tudo que rolou no mercado

Para evitar situações como a ocorrida com Coutinho, que permaneceu com o futuro indefinido mesmo depois de iniciada a temporada do Liverpool, a partir da próxima temporada o mercado passará a se encerrar na quinta-feira anterior ao início da temporada na Inglaterra.