Em péssima fase, técnico uruguaio pede demissão do time de Tevez na China

ESPN.com.br
Reprodução - Twitter
Tevez e Gus Poyet durante treino do Shanghai Shenhua: uruguaio saiu
Tevez e Gus Poyet durante treino do Shanghai Shenhua: uruguaio saiu

O técnico uruguaio Gus Poyet pediu demissão do comando do Shanghai Shenhua, nesta segunda-feira, após perder pela quarta vez seguida no Campeonato Chinês.

Apesar dos altos investimentos para esta temporada - contratou, por exemplo, Carlitos Tevez e Freddy Guarín -, a equipe de Xangai ocupa apenas a 12ª colocação entre os 16 participantes da liga, restando apenas sete rodadas para o fim.

A última derrota aconteceu em casa no domingo passado, 2 a 1 para o Henan Jianye, e o treinador preferiu sair.

Com passe de Hulk e gol de Elkeson, Shanghai SIPG vence e segue perseguição ao líder no Chinês

"Não é uma desculpa, é a realidade. Não estou me queixando, mas foi uma temporada difícil", disse Gus Poyet, de 49 anos, ex-técnico de 

 "O clube concordou em aceitar o pedido de demissão de Poyet", escreveu o Shanghai Shenhua em nota oficial.

Veja os gols da vitória do Tianjin Quanjian sobre o Guizhou Hengfeng Zhicheng pelo Chinês

Atual diretor técnico, Wu Jingui assumirá como interino até o final deste ano.

Tevez, o atleta mais bem pago do mundo - recebe por semana US$ 800 mil -, também contribui para o momento do time de Xangai, pois retornou aos gramados apenas no jogo de ontem após meses tentando recuperar-se de lesões.

Aloisio 'boi bandido' marca gol 'sem querer' e time dirigido por Pellegrini ganha na China

Rival do Shenhua, o Shanghai SIPG briga pelo título nacional e também pelo continental nesta temporada - nas quartas de final da Liga dos Campeões da Ásia, goleou o Guanghzou Evergrande, comandado por Luiz Felipe Scolari, por 4 a 0 na ida.