Promotoria de Bordeaux denuncia suposto agressor de campeão mundial dos 800m

Agência EFE

Getty
Pierre Ambroise Bosse foi agredido e, por conta disso, perderá o restante da temporada
Pierre Ambroise Bosse foi agredido e, por conta disso, perderá o restante da temporada

A Promotoria de Bordeaux denunciou nesta sexta-feira um dos supostos agressores do francês Pierre Ambroise Bosse, campeão de 800 metros no Mundial de atletismo de Londres, no mês passado, segundo informações divulgadas pela imprensa local.

Além da acusação, foi aberta uma investigação judicial por "violências voluntárias cometidas em grupo e por uma pessoa que atuou em um manifesto estado de embriaguez".


O suposto agressor, de 24 anos, já tinha histórico policial por atos violentos e por infrações relacionadas a entorpecentes e foi acusado nesta sexta, um dia depois de ter sido preso provisoriamente.

Bosse anunciou por meio do Facebook que foi agredido por três pessoas no último sábado e que por isso teria de dar a temporada por encerrada. A Promotoria não divulgou informações sobre os outros dois homens.

O jornal francês Sud Ouest publicou que o atleta de 25 anos foi atacado por volta das 4h (local) no estacionamento de um cassino em Gujan Mestras, no oeste do país, onde passava férias.

Os supostos agressores teriam pedido para tirar uma foto com Bousse, que até aceitou, mas mesmo assim houve uma discussão, que terminou em violência.

No último dia 8, o francês conquistou sua primeira medalha em grandes competições da categoria adulta ao marcar o tempo de 1min44s67 em Londres. Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, no ano passado, ele foi quarto colocado.