City enfim se livra de meia acusado de arrogância, que vai para time de Eto’o na Turquia

ESPN.com.br
Getty
Samir Nasri trocou o Manchester City pelo Antalyaspor, da Turquia
Samir Nasri trocou o Manchester City pelo Antalyaspor, da Turquia

Samir Nasri é, enfim, ex-jogador do Manchester City. A equipe inglesa anunciou, na manhã desta segunda-feira, a transferência do meia francês ao Antalyaspor, da Turquia, mesmo clube do camaronês Samuel Eto’o e de brasileiro como o volante Sandro, ex-Tottenham.

O negócio encerra um “problema” no time de Pep Guardiola, que vinha tentando se livrar do jogador, contratado em agosto de 2011 por 27,5 milhões de euros (pouco mais de R$ 100 milhões, na cotação atual), depois de ter feito a pré-temporada com o restante do elenco.

Após passar a última temporada emprestado ao Sevilla, no qual ficou mais lembrado por polêmicas nas redes sociais do que pelo futebol, ele foi reintegrado e até foi utilizado em amistosos contra Manchester United, Real Madrid e Tottenham em julho – sempre saindo do banco.

No entanto, o retorno de Nasri não agradou seus companheiros, que consideram o atleta arrogante e queriam que ele deixasse os Citizens novamente, apesar de ter contrato até então até 2019. 

"O elenco não entende o porquê de Nasri estar aqui (nos Estados Unidos, onde o City faz sua pré-temporada). Ele não é nada popular entre os jogadores, devido à sua atitude arrogante. Muitos atletas inclusive querem que ele volte para Manchester e fique treinando lá", disse uma fonte do City ao jornal Daily Mail.

Natalie Gedra traz expectativa para a partida entre Manchester City e Everton

Com a camisa do City, Nasri fez 176 jogos, com 27 gols e dois títulos da Premier League. “Todos no clube desejam a Samir boa sorte no próximo capítulo de sua carreira e gostariam de agradecê-lo por algumas memórias fantásticas”, escreveu a equipe de Manchester, em comunicado.