Não é só Irving que virou dor de cabeça: Cavs podem ficar sem dinheiro público para ginásio e perder "All-Star Game"

ESPN.com.br

Getty
Quicken Loans Arena, casa do Cleveland Cavaliers
Quicken Loans Arena, casa do Cleveland Cavaliers

Responsável por uma cesta de três decisiva no jogo que deu ao Cleveland Cavaliers o primeiro título da história na NBA, Kyrie Irving virou problema para a equipe nas últimas semanas depois de pedir para ser trocado. Agora, a direção da franquia tem a missão de fazer um negócio envolvendo o armador que mantenha o nível técnico do time ou então convencê-lo a mudar de ideia e permanecer.

Os dois cenários são bastante desafiadores. Mas engana-se quem imagina que a lista de problemas dos Cavs se resume unicamente ao futuro de Irving.

A franquia tinha planos para fazer obras de modernização na Quicken Loans Arena, ginásio em que o time manda os seus jogos e que ainda não passou por uma grande reforma desde que foi inaugurada, em 1994.

A intenção era começar as obras logo após o fim da última temporada, que acabou em junho. O custo estava previsto para US$ 140 milhões, valor que seria emprestado pelo Condado de Cuyahoga, um dos 88 do estado do Ohio.

Mas um grupo de advogados argumentou que os bairros da cidade que passam por dificuldades não se beneficiariam do acordo. Depois que a câmara municipal aprovou o projeto, ainda em abril, esse grupo lançou um abaixo assinado na esperança de conseguir um referendo para tentar revogar a ação.

Dirigente e dono dos Cavs respondem sobre troca de Kyrie e suposto conflito com LeBron

Então a Suprema Corte de Ohio ordenou que o Secretário do Conselho da Cidade de Cleveland, Pat Britt, aceitasse a solicitação do referendo. A votação terminou com resultado de 4 a 3 favorável à paralisação do projeto, que fica no limbo pelo menos a curto prazo.

Essa pausa no projeto que viabilizaria as obras no ginásio ameaça as chances de Cleveland de receber o All-Star Game em 2020 ou em 2021. Isso porque a NBA já tinha alertado aos Cavs que as reformas no ginásio deveriam começar até o dia 15 de setembro. Caso contrário, a candidatura da cidade para receber o evento em um destes dois anos não seria considerada.