20 'gringos' no City, e 20 também no pequeno Brighton: Inglês segue a liga mais global do mundo

ESPN.com.br

Matthew Ashton - AMA/Getty Images
Kyle Walker é um dos cinco ingleses do elenco do Manchester City
Kyle Walker é um dos cinco ingleses do elenco do Manchester City

De Inglês só o nome. Ou quase isso. É essa a realidade dos badalados elencos da Premier League.

O mais badalado campeonato nacional do futebol mundial continua tem o grande número de estrangeiros como uma marca registrada, e algo que será refletido com fidelidade no duelo entre Brighton & Hove Albion e Manchester City. A partida deste sábado ocorrerá às 13h30 (de Brasília) e terá transmissão da ESPN Brasil e WatchESPN.

Recém-promovido à elite, o Brighton possui um elenco em que somente dez dos 30 jogadores são ingleses: os zagueiros Lewis Dunk e Connor Goldson, o lateral direito Liam Rosenior, o volante Rohan Ince, os meio-campistas Dale Stephens, Steve Sidwell e Solly March e os atacantes Isaiah Brown, Glenn Murray e Sam Baldock.

O City, por sua vez, conta com os mesmos 20 estrangeiros. A diferença é que o seu plantel comandado por Pep Guardiola é menor e conta com 25 atletas. Os jogadores nascidos na Terra da Rainha são o zagueiro John Stones, o lateral direito Kyle Walker, o meia-atacante Raheem Sterling, o volante Fabian Delph e o atacante Patrick Roberts. Destes, só os três primeiros são titulares ou próximo disso.

O atual campeão da competição, o Chelsea, é o maior exemplo de globalização no Campeonato Inglês, já que, entre os 28 nomes, somente o zagueiro Gary Cahill e o meio-campista Lewis Baker são ingleses – e somente o primeiro é titular.

Marra prevê versão mais disputada da Premier League e cita favoritos ao título

Um caso curioso é o do Swansea City, clube galês que disputa a competição e não conta com nenhum atleta natural de seu país. Quanto a ingleses, são nove.

Atualmente, dos 553 jogadores da Premier League, 372 são estrangeiros, ou 67%. O número aumentou em relação à temporada passada, que foi encerrada com 62% de gringos.

Marra analisa investimento de Manchester City e United e traz informações sobre possível saída de Coutinho

A proporção é maior entre os principais campeonatos da Europa. A primeira divisão italiana aparece na sequência com uma proporção de 53,5%, já que há 317 estrangeiros entre os 593 futebolistas. Na Alemanha, são 536 jogadores, sendo 277 estrangeiros (51,7%).

França e Espanha, por outro lado, contam com maioria de atletas locais. Os franceses têm 261 gringos entre os seus 541 jogadores na primeira divisão (48,2%). Já os espanhóis têm 198 estrangeiros em 478 jogadores (41,4%).

Os números deste texto são do site Transfermarkt.

Assista aos melhores momentos da vitória do Arsenal sobre o Leicester por 4 a 3!

Confira o número de jogadores e de estrangeiros em cada elenco da Premier League:

Time - jogadores no total (estrangeiros)

Arsenal - 32 (22)
Watford - 31 (24)
Newcastle United - 31 (22)
Liverpool - 31 (20)
Brighton & Hove Albion - 30 (20)
Bournemouth - 30 (20)
Swansea - 29 (29)
Crystal Palace - 29 (18)
Everton - 29 (16)
Chelsea - 28 (26)
Leicester City - 28 (19)
Huddersfield Town - 28 (17)
Southampton - 28 (16)
Stoke City - 27 (20)
Manchester United - 27 (19)
Manchester City - 25 (20)
West Ham - 25 (19)
Burnley - 23 (11)
Tottenham - 21 (15)
West Bromwich Albion - 20 (13)