Brasil sofre, mas vence a Holanda e pode chegar à fase final do Grand Prix

ESPN.com.br
Divulgação/ CBV
Brasil está perto de se classificar para a fase final
Brasil está perto de se classificar para a fase final

Em disputa emocionante, o Brasil venceu a Holanda, terceira colocada do ranking, por 3 sets a 1, nesta sexta-feira. Com a vitória, elas subiram para a 4ª posição da classificação geral e confirmam a sua boa campanha dentro de casa. 

A equipe comandada por Zé Roberto vinha de duas derrotas na etapa passada, mas conseguiu reverter a situação no Ginásio Aecim Tocantins, em Cuiabá. 

Na última quinta-feira, elas venceram a Bélgica por 3 sets a 0 e agora triunfaram mais uma vez. Se conseguirem manterem a consistência entre as top 5, estarão classificadas para a fase final da competição. 

  • Destaques da partida

As brasileiras Rosamaria Montibeller e Natália Pereira foram os destaques do jogo, com 18 e 17 pontos ganhos, respectivamente.  A ponteira fez uma bela dupla com Adenízia, subindo muito e não dando espaços para as adversárias.  

Além disso, por 20 a 10, o Brasil teve o melhor bloqueio do jogo e também o menor número de erros. Em questão de recepção, as holandesas foram superiores, com 37 a 31. 

  • O jogo

Diante de uma Holanda desorganizada, o Brasil dominou completamente primeiro set. Logo nos primeiros minutos, as brasileiras abriram uma vantagem de três pontos, ficando sempre à frente no placar e  fechando com 25/17. 


Já o segundo set começou equilibrado, com a Holanda chegando a esboçar uma reação, mas sendo impedida pelo bloqueio brasileiro, grande responsável pela virada. O time adversário até pediu desafio, mas o juiz não deu ponto. Fim da parcial e, mais uma vez, as brasileiras levam a melhor: 25/14.

Diminuindo a vantagem verde amarela, as holandesas levaram o set seguinte. O Brasil liderou nos primeiros minutos, mas com um ataque a uma defesa muito atrapalhados, assistiram as suas rivais virarem o jogo. Dessa maneira, as adversárias conseguiram fechar com grande diferença: 25/18.  

A reta final da partida foi difícil. Com sangue nos olhos, as holandesas buscaram a virada, mas viram uma Rosamaria imparável que, ao lado de Adenízia, levou o time à vitória de 25/19.

  • Próximo jogo

No próximo domingo, o Brasil fecha a fase classificatória com um grande desafio. Elas vão enfrentar a seleção dos Estados Unidos, que é vice-líder do ranking, atrás da Sérvia.